Fortalecimento de políticas sociais pauta 1º Encontro Estadual de Primeiras-Damas de Goiás



Governador Ronaldo Caiado e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), Gracinha Caiado, recebem representantes de 200 municípios e apresentam dados sobre programas que atendem população mais vulnerável do Estado

O governador Ronaldo Caiado e a coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS) e presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), primeira-dama Gracinha Caiado, receberam, nesta terça-feira (29/3), representantes de mais de 200 municípios para o 1º Encontro de Primeiras-Damas de Goiás, realizado no Palácio das Esmeraldas. O objetivo foi fortalecer os laços entre os entes federativos, com ênfase no atendimento a pessoas em situação de vulnerabilidade.

“Esse encontro mostra o nível de engajamento que foi criado no decorrer desse período entre 2019 e 2022”, disse Caiado. Segundo ele, a área social só teve e tem sucesso devido à parceria com todos os municípios, ação que começou com a finalidade de ajudar os mais vulneráveis, “trabalhando em equipe e sem viés político-partidário”. “Quero reconhecer, dizer obrigado a todas as primeiras-damas de Goiás”, acrescentou o governador.

As políticas sociais desenvolvidas em território goiano ganharam ainda mais força e importância durante a pandemia da Covid-19. Desde então, o GPS realiza reuniões on-line com representantes dos municípios duas vezes por semana. É por meio dessa iniciativa que lideranças regionais são capacitadas por profissionais gabaritados e constroem a proteção social no Estado, além de tratarem da destinação de recursos e benefícios.

“O diálogo e a troca são o caminho. As parcerias elevam o nível do nosso trabalho e, juntas, conseguimos garantir direitos e melhorar a vida de muitos cidadãos. O Estado só vai bem quando as pessoas estão bem”, ressaltou Gracinha Caiado ao falar da importância dos encontros. “Temos estudado, discutido e debatido. Assim, derrubamos paredes e construímos pontes, superando desafios”, completou.

Diante do avanço da vacinação e queda no número de casos de Covid-19, Gracinha celebrou a reunião presencial. “Esperei tanto por esse dia e ele chegou. Só temos que comemorar por estarmos todos juntos”, declarou ao lembrar que, durante os últimos dois anos, foram emitidos mais de 13 mil certificados para participantes de 242 municípios goianos.

Ação planejada

Os encontros virtuais e todo o trabalho de capacitação ocorrem por meio da Gerência Social, um grupo criado no âmbito da OVG para desenvolver uma série de serviços e produtos. "Tudo isso é feito a um custo zero para as prefeituras. Desta forma, Goiás passa a contar com um corpo técnico social cada vez mais qualificado para atender a quem mais precisa nos municípios", explicou a diretora-geral da OVG, Adryanna Caiado.

No encontro de primeiras-damas, Gracinha Caiado também fez um balanço da gestão social dos últimos três anos e três meses de governo e lembrou dos primeiros dias de desafios. "A primeira orientação que o governador repassou a mim e a toda equipe social foi a de que nós iríamos tratar o social de maneira técnica, sempre buscando ajudar ao máximo a qualquer um que realmente esteja em vulnerabilidade, sem jamais perguntar em que votou. E se tem uma coisa que aprendi logo nos primeiros dias nesta função é que o governo pode muito, mas não pode tudo. Goiás é muito grande e, para alcançarmos os dois milhões de goianos que vivem em vulnerabilidade, eu precisaria de ajuda e de parcerias. E foi justamente isso que buscamos", asseverou.

O titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, Wellington Matos, relatou que o sucesso desse modelo de assistência social implantado por Caiado tem relação direta com o trabalho em regime de parceria. “O grande diferencial é a integração de pastas e a participação dos municípios”, comentou. “Todos os nossos programas contribuem para que as famílias, daqui a algum tempo, não precisem mais de ação assistencial do governo, porque elas estarão no processo de emancipação.”

Em nome de todas as primeiras-damas, Lilian do Vale, de Rio Verde, mencionou o respaldo que Caiado tem oferecido aos municípios, especialmente no enfrentamento à pandemia. “Durante esse período, o investimento do governo para conosco foi de R$ 70 milhões. Não canso de agradecer esse suporte”, afirmou.

Já a prefeita de Buriti de Goiás, Átila de Deus, destacou a relação direta que Gracinha estabeleceu com as gestões municipais. “Isso é coisa inédita. Primeira-dama era de eventos, desfilar modelitos, abrilhantar perto do governador. Mas, agora, nossa primeira-dama é como a gente, ela veste o colete da OVG. Gracinha e Caiado, que vocês continuem sendo essas pessoas humanas, que enxergam as dificuldades e conseguem trabalhar para melhorar a vida dos goianos.”

“Dona Gracinha, a senhora é inspiração para nós. Não só pela mulher que é, mãe, esposa, mas por esse trabalho lindo que faz à frente da OVG e no Gabinete de Políticas Sociais”, ressaltou Kamila Vieira, que representou o esposo, o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, deputado estadual Lissauer Vieira.

Balanço de ações

Desde 2019, o Estado tem aprimorado o suporte a pessoas em situação de vulnerabilidade social nas mais diversas áreas, estratégia que se expandiu durante a pandemia. Nesse período, o isolamento necessário para conter a disseminação da Covid-19 acabou agravando a situação de algumas famílias, o que motivou o Governo de Goiás a ampliar o leque da sua rede de proteção.

Entre os programas de maior destaque estão: Mães de Goiás, que, na primeira etapa, atende 100 mil mulheres (com filhos de até seis anos) com repasses mensais de R$ 250; Aluguel Social, que auxiliará 30 mil famílias com R$ 350 mensais para aluguel de moradia; Pra Ter Onde Morar, com a construção de 3 mil moradias a custo zero para famílias que se enquadram no perfil socioeconômico; e Água Social, que dá descontos nas faturas da Saneago a inscritos no Cadastro Único (CadÚnico).

Na área da educação, o Bolsa Estudo concede R$ 100 mensais a concluintes do Ensino Médio da rede pública estadual e o Programa Universitário do Bem (ProBem) chega a 12 mil universitários atendidos com bolsas de estudo para o ensino superior. Outras iniciativas que entram na lista são o Dignidade Menstrual, que auxilia cerca de 146 mil mulheres; o CNH Social, em que mais de 17 mil pessoas de baixa renda já puderam obter, adicionar ou mudar a categoria da CNH gratuitamente; e o Crédito Social, que concede benefício de até R$ 5 mil, por meio de transferência de renda, para a compra de equipamentos e insumos para empreendedores abrirem o próprio negócio.

O encontro no Palácio das Esmeraldas também contou com a participação dos deputados estaduais Cairo Salim, Charles Bento, Coronel Adailton, Francisco Oliveira e Talles Barreto, todos acompanhados de suas esposas; o deputado federal Delegado Waldir e esposa; além de representantes do primeiro escalão do governo estadual.

Fotos: André Saddi, Cristiano Borges e Lucas Diener


Share on Google Plus

About Grupo GBC

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.