Cidade de Goiás lançou a Campanha ''Laço Branco'' que ressalta participação dos homens no combate à violência de gênero

Dr. Edivar da Costa Muniz - Promotor de Justiça de Goiás, João Coxinha - Servidor da Sec. de Obras, Ernani Veloso - Juiz da Comarca de Goiás

 Prefeitura de Goiás, por meio da Secretaria Municipal das Mulheres, Juventude, Igualdade Racial e Direitos Humanos, através do CEAM – Centro Especializado no Atendimento à Mulher, em parceria com AS CORALINAS – Associação Mulheres Coralinas e o Coletivo G-SEX da UFG, lançou a campanha do “Laço Branco” em alusão aos 16 dias de ativismo contra a violência de gênero, que irá do dia 25 de novembro, Dia Internacional da Não-Violência contra a Mulher, até o dia 10 de dezembro, Dia dos Direitos Humanos.

A campanha do “Laço Branco” está presente em mais de 50 países, em todos os continentes e é apontada pela ONU como uma das maiores iniciativas mundiais direcionadas para a temática do envolvimento de homens com a violência contra a mulher, ela tem como símbolo o Laço Branco e adota o lema: “Jamais cometer um ato violento contra as mulheres e não fechar os olhos frente a essa violência”.

Conheça a História sobre a Campanha:

No dia 06 de dezembro de 1989, na Escola Politécnica de Montreal, localizada no Canadá, um jovem de 25 anos chegou na sala de aula e pediu para que todos os homens se retirassem e após começou a atirar contra as estudantes, gritando “Eu odeio as feministas”, e depois do ato esse mesmo jovem suicidou. Foi encontrada uma carta junto ao jovem que registrava a sua raiva por não suportar ver mulheres frequentando a faculdade de engenharia e o quanto as feministas destruíam a sua vida, e o texto segue de uma lista de 19 feministas canadenses que deveriam morrer, segundo ele.

Esse crime resultou na morte de 14 meninas e motivou um grupo de homens canadenses a realizar a campanha do Laço Branco, com o objetivo de envolver os homens no combate à desigualdade e à violência de gênero. O lema do movimento era: “jamais cometer um ato violento contra as mulheres e não fechar os olhos frente a essa violência”.

No Brasil, esta campanha iniciou em 2007 e a lei nº 11.489/2007, instituiu o dia 6 de dezembro como o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência Contra as Mulheres.

A data marca a necessidade de engajamento dos homens pela mudança de ideias e comportamentos machistas, misóginos e agressivos em relação às meninas e mulheres, mostrando o papel deles para aumentar a igualdade de gênero e conscientizar outros homens sobre o tema.

Fonte: Organização das Nações Unidas (ONU).
Texto: Ascom – Prefeitura de Goiás.
Fotos: Dagmar Talga/Ascom – Prefeitura de Goiás e arquivo da Secretaria Municipal das Mulheres, Juventude, Igualdade Racial e Direitos Humanos.
Share on Google Plus

About Grupo GBC

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.