Seis produções cinematográficas vilaboenses estarão na Mostra Becos de Minha Terra do 22º FICA na Cidade de Goiás


Foram divulgados os filmes selecionados para a Mostra Becos da Minha Terra que faz parte da programação do 22° edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA).

Novidade nesse ano, a mostra contempla curtas-metragens vilaboenses: produções realizadas na cidade de Goiás e cujo diretor fosse residente no município no ano de sua realização.

Entre eles, o documentário Dona Eva, com Direção de Marly Mendanha traz o trabalho de uma artesã do mundo das panelas de barro vilaboense.

As obras audiovisuais selecionadas vão ficar disponíveis na plataforma do festival durante todo o período do festival. Além disso, as mostras Washigton Novaes e Becos da Minha Terra serão apresentadas presencialmente na cidade de Goiás.

Neste ano, o FICA será realizado de forma híbrida, em formato presencial e digital, entre os dias 14 e 19 de dezembro. O evento é uma co-realização entre o Sesc Goiás e a Secretaria de Estado de Cultura de Goiás (Secult Goiás).

Confira as produções selecionadas na Mostra Becos da Minha Terra:

Dona Eva
Doc |12'10 | 2017
Direção: Marly Mendanha.
Sinopse: O artesanato manual da cerâmica vilaboense de dona Eva e seu legado para as gerações.

Deixa que a gente leva
Doc |11:59 | 2021
Direção: César David Rodríguez Pulido
Sinopse: Recicla Tudo Goiás é uma nascente cooperativa de reciclagem formada por outrora trabalhadoras do lixão. Hoje, entre galpão e rua se desafiam na empreitada da separação dos resíduos sólidos junto à população urbana.

Depois de Cora
Doc |15"30' | 2021
Direção: Lak Shamra
Sinopse: Depois de Cora retrata a poesia que reside a histórica Cidade de Goiás (GO) sob a perspectiva de dois poetas vilaboenses da região periférica, Divino Damasceno e “Seu Joaquim”, associando-se metaforicamente com o “fenômeno natural” da existência da passagem das Andorinhas que adentravam em seu cajazeiro central, algo frequente que se tornou raro nos últimos anos.

Deuzira
Doc |30' | 2021
Direção: Emanuel Araquan
Sinopse: Na tentativa de produzir um documentário, jovens universitários embarcam no universo de uma senhora vilaboense.

A rua do chupa ossos
Doc |10'11" | 2020
Direção: João Dorneles
Sinopse: Chupa-osso, bairro pobre no pé no morro, onde os moradores não podendo comprar carne, se alimentavam de caldo de osso e de suas minguadas cartilagens. Residentes pelo impedimento de oportunidade e acesso, ao grande centro. Comunidade negra marcada pelo tempo.

Verde cor de Rosa
Doc |19' | 2020
Direção: Vincent Glen Gielen
Sinopse: Um dia único na vida, onde se fazem votos de amor e uma relação se consolida.

Da Redação
Fonte: FICA

Share on Google Plus

About Grupo GBC

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.