Coleta Seletiva na Cidade de Goiás, em sonho tornando-se realidade


A história da Coleta Seletiva em Goiás que completa esse mês de novembro, mais de um ano e meio de existência no Programa da Coleta Seletiva Solidária, traz em sua trajetória, solidariedade, persistência, ação comunitária e união na sua realização.

No início alguns(as) não acreditaram, outros(as) ficaram em dúvida, mas com a união de todas e todos a Coleta Seletiva Solidária virou realidade, e já é referência para a região.

O(a) principal protagonista dessa história são os catadores e catadoras trabalhadoras da Cooperativa Recicla Tudo, que junto do Coletivo Recicla Goiás, com a Gestão Pública Municipal e toda a comunidade vilaboense, têm caminhado para destinar adequadamente os resíduos recicláveis.

A destinação adequada, além de contribuir para condições mais adequadas de trabalho e gerar renda para as famílias, também melhora a saúde geral da população e do Meio Ambiente.

Ainda há muito a se avançar, mas com a participação de toda a comunidade os objetivos e sonhos viram realidade, o Programa da Coleta seletiva é demonstração disso.

Ela só existe porque cada um e cada uma está fazendo a sua parte, separando seus recicláveis, apoiando e entregando os resíduos diretamente para a cooperativa de catadores(as) de nossa cidade.


No município de Goiás, que possui em torno de 22 mil habitantes, cada pessoa produz em média 600 gramas de resíduos sólidos (“lixo”) por dia, destes, 180 gramas são recicláveis. Esse montante gera um total de 4.901.439 kg de resíduos sólidos por ano, 408.453,25 kg por mês e 13.428 kg de resíduos sólidos por dia. É o que aponta uma pesquisa da Universidade Federal de Goiás (UFG) e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos – SECIMA de 2017.

Já os resíduos recicláveis por ano, somam 1.470.431,7 kg, 122.535,975 kg por mês e 4.028,4 kg de resíduos recicláveis por dia. Atualmente, em torno de 13% desses materiais recicláveis são separados pela população de Goiás e chegam à Cooperativa Recicla Tudo.


Estamos longe de um ideal, mas a importância da Coleta Seletiva é justamente a redução dos impactos ambientais do consumo. Quando separamos o lixo (ou o que sobrou do que consumimos), facilitamos muito o seu tratamento e diminuímos as chances de impactos nocivos para o ambiente e para a saúde da vida no planeta, incluindo a vida humana. Praticar a Coleta Seletiva é um dos pilares do consumo sustentável.

Todo esse caminho tem muita importância, pois o lixo descartado incorretamente pode causar impactos socioambientais significativos. Nas áreas urbanas, o lixo descartado incorretamente pode se acumular em locais inadequados formando focos de proliferação de mosquitos e de outros vetores de doenças. O vento e a chuva podem transportar o descarte para mares e rios. E o lixo plástico que não passou pela coleta seletiva pode entrar para a cadeia alimentar de todos os seres do planeta.



O Brasil é hoje o quarto maior produtor de lixo plástico do mundo, segundo um estudo da WWF de 2018, são 11,3 toneladas por ano, das quais somente 1,28% são recicladas. O número está bem abaixo da média mundial, de 9%. E, embora quase três quartos dos Municípios façam algum tipo de coleta seletiva, a maioria se concentra no Sul e Sudeste. No Centro Oeste, menos da metade das cidades tem Coleta Seletiva.

De acordo com o Secretário Municipal de Meio Ambiente, Lucas Clementino, os dias atuais tem sido de muitos desafios para o funcionamento da Coleta Seletiva. “Tivemos problemas técnicos que persistiram durante alguns dias e estamos vencendo aos poucos, garantindo a coleta semanal em cada residência desta cidade. Na semana passada, voltamos a fazer a coleta dos materiais recicláveis e com a compreensão e cooperação de toda a população. Todos e todas faremos a separação para a coleta semanal nas portas de nossas casas, fazendo juntos uma Goiás cada vez mais limpa, mais bem cuidada e garantindo cada vez mais direito à coleta seletiva pra todas as pessoas deste Município. Façam a separação dos recicláveis e façam a compostagem em casa. Faça você também a sua parte”. Conclui.

Coleta Seletiva, é uma ação comunitária, uma ação solidária e do bem viver.

Texto: Ascom/Prefeitura de Goiás.
Fotos: Dagmar Talga/Ascom – Prefeitura de Goiás; Tayná Saad/Prefeitura – Assessoria Vice-Prefeita; Rebeca Talga/Coletivo Recicla Tudo.
Informativo publicitário.
Share on Google Plus

About Grupo GBC

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.