As cidades mudam a todo momento porque as Pessoas mudam!



O Município de Goiás está se aproximando dos seus 300 anos e você é parte dessa história.

Viver é ter memória. Viver é ter a consciência da vida presente. Viver é enxergar, hoje, um pouco do futuro.

Todos os municípios com população acima de 10.000 habitantes possuem uma lei que norteia suas ações e políticas, é a Lei do Plano Diretor.

Esta Lei é o instrumento básico da política do desenvolvimento e da expansão urbana, que contempla as diretrizes da ordenação territorial e da política urbana municipal, bem como do pleno desenvolvimento das funções sociais da cidade e da garantia do bem-estar dos(as) habitantes do Município das áreas urbanas e rurais, como está escrito na Constituição brasileira.



A Lei do Plano Diretor do nosso Município está defasada, é preciso atualizá-la, com base nisto o Prefeito de Goiás, criou uma Comissão Especial do Plano Diretor, que tem pôr objetivo a criação da nova Lei do Plano Diretor do nosso Município.

Várias Audiências Públicas de escuta da Comunidade Vilaboense foram realizadas, visando o DIAGNÓSTICO DA REALIDADE e PROPOSTAS/DIRETRIZES para o novo Plano Diretor.

Na última quinta-feira, 18/11, foi realizada uma reunião com representantes das Universidades que estão fixadas em nosso Município, na oportunidade foram ouvidas as reivindicações deste setor, que foram acatadas pelo Prefeito Aderson Gouvea, que determinou a readequação da Comissão do Plano Diretor, com vistas à conclusão da metodologia e revisão do cronograma estabelecido.

Este é momento de conhecermos melhor o nosso Município de Goiás e planejarmos que cidade queremos ser. Juntos(as), faremos um novo Plano Diretor participativo, partindo de um bom diagnóstico sobre o qual vamos continuar edificando a cidade de Goiás que queremos.

Texto: Ascom – Prefeitura de Goiás.
Logo: Jânio Roriz - Ascom – Prefeitura de Goiás.
Fotos: Dagmar Talga - Ascom – Prefeitura de Goiás.
Informe Publicitário.





Share on Google Plus

About Grupo GBC

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.