“O repasse está garantido”, diz Caiado durante anúncio dos 5 mil novos estudantes no Programa Universitário do Bem (Probem)

Investimento do Governo de Goiás, só no segundo semestre de 2021, é de R$ 38,7 milhões. Benefício, que pode ser parcial ou integral, varia entre R$ 650 e R$ 5.800, e contempla universitários em situação de vulnerabilidade social. Evento também conta com sorteio de 20 smartphones, 14 bolsas para cursos de idiomas, palestra sobre carreiras e profissões do futuro. “Não tem mais aquela bolsa política. A bolsa agora é responsabilidade, compromisso, cidadania e respeito aos jovens”, aponta governador. Primeira-dama Gracinha Caiado destaca “aposta no futuro do Estado”


O governador Ronaldo Caiado e a presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), primeira-dama Gracinha Caiado, assinaram, nesta quinta-feira (26/08), termo de adesão de 5 mil novos bolsistas ao Programa Universitário do Bem (Probem). O benefício é destinado aos acadêmicos em situação de vulnerabilidade social.

“O repasse está garantido”, disse Caiado ao enfatizar que a inclusão desses estudantes representa o início de um novo ciclo. Para isso, foi necessário renegociar uma dívida de R$ 76 milhões deixada pela gestão anterior, da então Bolsa Universitária, e formatar o processo de seleção.
“Não tem mais aquela bolsa política. A bolsa agora é responsabilidade, compromisso, cidadania e respeito aos jovens do Estado de Goiás”, destacou o governador durante solenidade à noite no Teatro Goiânia.
Com o remodelamento, a adesão ocorre por meio de avaliação social e critérios do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), do governo federal. O Probem, que até então atendia cerca de 5 mil estudantes em todo o Estado, agora dobra a quantidade e atinge a marca de 10 mil. O governador deu conselhos aos universitários: “Estudem. Não existem atalhos. Quem tem competência terá sucesso na profissão. Vai melhorar a sua qualidade de vida e a da família. Também sejam solidários e tenham amor ao próximo”.

Salete Freitas Nascimento, de 26 anos, é uma das beneficiadas. “Sou a única pessoa em casa que faz um curso superior. Todo mundo está colocando expectativa nisso!”, afirmou a estudante de Administração. Já Helizelson da Silva Monteiro tem 44 anos e está no segundo ano de Jornalismo. A bolsa de estudos, disse, vai garantir a realização do sonho de ter um diploma superior. “O Probem é uma excelente oportunidade para estudantes que querem buscar algo focado numa vida melhor, numa sociedade mais justa”, relatou o bolsista.

Para o segundo semestre, o investimento do governo estadual no Probem é de R$ 38,7 milhões. Na primeira metade de 2021, foram destinados R$ 20,4 milhões. A primeira-dama afirmou que os universitários representam a “aposta do Governo de Goiás e da OVG no futuro do Estado”. A adesão ao programa representa o ingresso num banco de oportunidades, disse. “Se preocupem com os livros, artigos científicos, provas, trabalhos. Mas vão além. Se preocupem também com a formação social e humana”, recomendou Gracinha.

A solenidade concretizou a concessão de 4 mil bolsas parciais, com custeio de 50% do valor da mensalidade, e outras mil integrais que vão cobrir 100% da mensalidade. Para a maioria dos cursos, o benefício parcial pode chegar a R$ 650 e o integral a R$ 1.500. Já para alunos de Medicina e Odontologia, as bolsas serão de R$ 2.900 (parcial) e R$ 5.800 (integral). “O que nós temos, nós investimos pesado na educação”, disse o governador.

Devido à pandemia, apenas 150 universitários foram ao evento, no Teatro Goiânia. O restante assistiu a solenidade de casa, via transmissão pelo YouTube da OVG, que ultrapassou a marca de 4,6 mil visualizações simultâneas. Eles assinaram o termo de adesão ao programa via QR Code, disponibilizado na tela. O ato é necessário para o recebimento da bolsa de estudos. O evento foi apresentado pelo jornalista Fred Silveira, teve sorteio de 20 smartphones, 10 bolsas integrais e quatro parciais para cursos de idiomas e ainda uma palestra de Diogo Moschcovitch, que é mestre e doutor em Filosofia, sobre carreiras e profissões do futuro.

Sobre a dívida herdada da gestão anterior, e que foi renegociada por Caiado, somente em 2021 o Governo de Goiás liberou R$ 29,4 milhões para quitação das parcelas deste ano. Em paralelo, a OVG passou a garantir vagas para bolsistas do Probem por meio de avaliação multidimensional, ao considerar a condição de vida da família do estudante em aspectos como qualidade da moradia, dificuldade de acesso à educação, entre outros. “É uma felicidade que, depois de tanto tempo para acertar todas contas, conseguimos realizar o processo seletivo. Sejam bem-vindos”, comentou a diretora-geral da OVG, Adryanna Caiado.

O prefeito Rogério Cruz parabenizou Caiado e equipe pelo empenho em cuidar das pessoas por meio da educação. “O governador está plantando sonhos para que todos tenham oportunidade”, disse aos beneficiados. Já o deputado estadual Amilton Filho traçou um paralelo entre o Probem e o antigo Bolsa Universitária. “Em outros tempos, programas assim eram reservados para atender amigo de um, filho de outro. Dá felicidade olhar pra isso hoje, uma seleção objetiva”, relatou. “Acabou em Goiás bolsistas apadrinhados por políticos, indicações ou interferências”, completou o parlamentar Rafael Gouveia.

Probem

Sancionado no dia 05 de janeiro pelo governador Ronaldo Caiado, o Probem foi desenvolvido para democratizar o acesso à bolsa de estudo para o ensino superior ao usar um banco de dados nacional, o CadÚnico, que identifica as famílias mais vulneráveis em cada um dos municípios goianos. A iniciativa tem foco em promover a inclusão ao ensino superior à faixa mais carente da população goiana.

Por Gessy Chaves
Jornalista
Fotos: André Saddi


Share on Google Plus

About Grupo GBC

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.