Morre em Ceres, Pastor da Assembleia de Deus de Crixás-GO, já comandou unidades da Cidade de Goiás e Goiatuba.



Morreu na noite deste domingo 02/08 em Ceres - GO o Pastor da Assembleia de Deus de Crixás - GO, Pr. Valdivino Rodrigues da Luz já comandou as unidades da Cidade de Goiás e também de Goiatuba para onde foi transferido ao deixar a antiga capital do estado, a qual foi líder, entre 13/12/2003 e 18/06/2007.

Em nota o vice-presidente da Asembleia de Deus da Cidade de Goiás, Pr. Valdiron Júnior lamentou a perca,
''É com pesar que recebemos a triste notícia do falecimento do nosso querido Pr. Valdivino Rodrigues da luz.
Um fiel e devoto servo de Deus, que através da Palavra Divina e dos seus ensinamentos tocou nos corações de todos aqueles que o conheceram e teve um enorme impacto nas suas vidas.
Mas, mais do que pastor e conselheiro espiritual, foi um verdadeiro amigo.
Somos eternamente gratos por tudo o que fez por esta igreja e iremos sentir a sua falta!
Rogamos que o Espírito Santo de Deus conforte os corações da família enlutada.''
Em seu perfil do Facebook o Deputado Federal e Pastor João Campos externou:
''É com muita tristeza, que hoje recebemos a notícia do falecimento de um grande amigo. O Pastor, Pr. Valdivino Rodrigues da luz, Presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, Madureira, Campo de Crixás.
Homem de Deus, reconhecido pela sua fé e temor a Deus, Pr. Valdivino sempre foi um exemplo a ser seguido. Eu e minha família estamos em oração, pedindo a Deus que conforte o coração dos familiares, especialmente da Pastora Ester.
Os nossos mais sinceros sentimentos.'' 
Pastor Valdivino foi transferido para Goiatuba quando deixou a ADGoiás, e recentemente estava presidindo o campo de Crixás - GO. Segundo informações o Pastor já estava com algumas complicações de saúde, e recentemente foi transferido para UTI de Ceres, onde, não resistindo, veio a óbito na noite deste domingo.

Por Gessy Chaves
Jornalista
MT/GO 3243
Compartilhe no Google Plus

Publicidades

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.