Cidade de Goiás confirma 19 casos de COVID-19 e comerciantes aguardam posicionamento sobre novo decreto de Caiado


A Cidade de Goiás que teve seu primeiro caso de COVID-19 confirmado dia 17/06, passando os primeiros 3 meses sem nenhuma confirmação da chegada da doença entre os vilaboenses, possui hoje, quase um mês depois do 1º caso, 19 casos e 1 óbito confirmado. 

De acordo com o boletim epidemiológico publicado pela Prefeitura Municipal de Goiás nesta terça-feira (14/07), há ainda 18 casos em investigação, 1 óbito em investigação, 03 leitos hospitalares destinados ao combate ao coronavírus ocupados de 13 leitos disponíveis, e 09 casos recuperados. 

Seguindo o Decreto Municipal nº 42 de 30 de Junho de 2020, os comércios não essenciais da cidade de Goiás permanecem fechados até terminar os 14 dias de lockdown alternado propostos pelo Governador do Estado, Ronaldo Caiado (DEM), caso a prefeitura não se manifeste. Entretanto, os comerciantes da cidade aguardam um posicionamento da Prefeita Selma Bastos sobre o novo decreto assinado pelo Caiado nesta segunda-feira (13/07), que anulava o lockdown e permitia a reabertura de comércios não essenciais, bares, restaurantes, igrejas e academias seguindo protocolos estabelecidos pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). 

Conforme os dados publicados pela Secretaria de Saúde da cidade de Goiás, é possível perceber que a curva de casos confirmados de COVID-19 tem avançado rápido, sendo mais de 1 caso por dia nos últimos 3 dias, visto que o boletim epidemiológico de domingo (12/07) apontava 15 casos confirmados e agora são 19. 

Em pronunciamento, o Sr. João Batista, secretário de Saúde, ''agora mais do que nunca os cuidados tem que serem redobrados na cidade por todos os vilaboenses, ficar em casa, se sair usar máscara, lavar as mãos. Cada um precisa fazer a sua parte.''

Por Isadora Chaves
ASCOM - CNN
Compartilhe no Google Plus

Publicidades

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.