Polícia Civil prende homens que confessaram o assassinato da mulher que desapareceu após desembarcar no aeroporto de Goiânia


A Polícia Civil de Goiás, através do Grupo de Anti-sequestro (GAS), conseguiu localizar Ronaldo Rodrigues, a pessoa que buscou Lilian de Oliveira no aeroporto Santa Genoveva em Goiânia –GO quando a mulher estava chegando de Medellín, na Colômbia. Desde o dia em que chegou (13/02/2020) a vítima encontrava-se desaparecida e o principal suspeito do crime era o homem que a buscou no aeroporto, em um veículo Fiat/Strada.

Ronaldo Rodrigues é residente na cidade de Araguaína/TO e estava a caminho de Salvador/BA. Assim, através do monitoramento, o GAS possuía a informação que na noite do dia 27/05/2020, o suspeito parou em um hotel na cidade e Buriticupu/MA para dormir, logo a equipe da DEIC entrou em contato com a Polícia Civil daquela cidade e informou a sua localização exata, enviando uma cópia do mandado de prisão, sendo este cumprido na manhã seguinte.

No dia 28/05/20 foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências de Jucelino Pinto da Fonseca e Cleonice Fátima Ferreira, na cidade de Pires do Rio/GO, onde foram encontradas arma de fogo em ambas as residências. Os dois foram autuados pelo crime de posse ilegal de arma de fogo e colocados em liberdade após pagamento de fiança.

Jucelino confessou ter realizado o homicídio de Lilian de Oliveira com o auxílio de Ronaldo Rodrigues. Dessa forma, como resultado das diligências, foi expedido mandado de prisão em desfavor de Jucelino Pinto da Fonseca, cumprido na noite de 29/05/20.

A motivação e detalhes do delito serão repassados durante a coletiva, visto que a Polícia Civil apresentará os resultados da investigação de homicídio da vítima. As diligências da Delegacia Estadual de Investigações Criminais agora continuam apenas para efetuar a localização do corpo da vítima.

A exibição da imagem dos indiciados segue em atenção à Lei n.º 13.869, dos responsáveis pela investigação, especialmente porque visa o surgimento de novas provas e testemunhas dos homicídios em testilha.




Por Isadora Chaves
ASCOM - CNN
Info. PC - DEIC
Compartilhe no Google Plus

Publicidades

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.