Polícia Civil prende acusado de matar mãe e filha em 2015, jovem em 2019 e é investigado de mais 7 homicídios em Goiás



Nesta segunda-feira (01/06), a Polícia Civil através da DIH (Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios) cumpriu o mandado de prisão cautelar de Leandro Lima Silva, o autor do crime de homicídio contra Kaique Silva de Sousa, juntamente com seu irmão Reginaldo Lima Silva, no dia 18 de Agosto de 2019 em uma distribuidora de bebidas no Setor Cândida de Morais, em Goiânia. De acordo com as investigações, o motivo do homicídio foi uma guerra de facções criminosas que levou a óbito o jovem de 20 anos. O irmão de Leandro, Reginaldo Lima Silva, foi morto em um confronto policial no dia 11/11/2019.

Os irmãos são investigados por mais 7 homicídios na região, inclusive por um crime de muita repercussão que ocorreu dia 11 de junho de 2015: a morte de Larissa Menezes de Paiva, de 19 anos, e de sua filha Jordana Menezes dos Santos (foto), de apenas 4 anos de idade.


O crime, no qual mãe e filha foram mortas, ainda é investigado pela DIH que apura a participação de Leandro Lima. Reginaldo estava preso na época e, de acordo com as investigações, a motivação para o assassinato brutal é que a esposa dele seria amiga da vítima Larissa, a qual teria a convidado para sair, ir a festas. Contrariado, Reginaldo mandou seu irmão matar mãe e filha dentro de casa.


A exibição da imagem do indiciado segue em atenção à Lei n.º 13.869, Portaria n.º 02/2020 – PC, Despacho do Delegado Titular desta unidade, nº 000010828006 e Despacho nº. – DIH/DGPC- 09555 dos responsáveis pela investigação, especialmente porque visa o surgimento de novas provas e testemunhas dos homicídios em testilha, bem como outros crimes violentos na região. E, destarte, não fere a Lei de Abuso de Autoridade.


Por Isadora Chaves
ASCOM - CNN
Info. DIH 
Compartilhe no Google Plus

Publicidades

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.