Prefeitura de Montes Claros de Goiás é alvo de investigação da DERCAP em superfaturamento de contratos de medicamentos


A Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Administração Pública (Dercap) e a Delegacia de Polícia (DP) de Montes Claros de Goiás deflagraram nesta terça-feira (26) a Operação Fármaco. A operação teve o apoio da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE/GT3).

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão e bloqueio de valores em contas bancárias, figurando como alvos da busca pessoas físicas e jurídicas envolvidas em contratos entre a Prefeitura de Montes Claros de Goiás e uma empresa sediada em Aparecida de Goiânia, para fornecimento de medicamentos e produtos farmacêuticos em geral.


Além da suspeita de dispensa ilícita do devido processo licitatório, a Polícia Civil investiga um suposto direcionamento de contratos para a mesma empresa e o superfaturamento dos valores pagos pela Prefeitura Municipal.

A investigação apurou que vários medicamentos de uso contínuo, controlado ou especial, bem como insumos essenciais para crianças detentoras de patologias específicas, foram adquiridos pelo dobro ou triplo do valor médio praticado no mercado.

Os mandados judiciais foram cumpridos na sede da Prefeitura de Montes Claros de Goiás, no Hospital Público Municipal da cidade e na sede da empresa investigada, localizada em Aparecida de Goiânia.

A investigação prossegue para confirmação dos crimes investigados e identificação dos respectivos autores. Os autores devem responder pelos crimes de fraude a licitação, associação criminosa, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e peculato.

Por Gessy Chaves
Jornalista
MT/GO 3243
C/ Inf DERCAP
Compartilhe no Google Plus

Publicidades

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.