Prefeito de Itaberaí confirma o 2º caso de covid-19 (Coronavírus), sendo o 1º óbito pela doença na cidade


1º CASO - No início da noite de ontem, dia 19 de maio, a população da cidade de Itaberaí foi surpreendida pelo comunicado feito pela prefeitura trazendo a confirmação do primeiro caso de coronavírus na cidade.

Segundo informações, o paciente é um caminhoneiro de 35 anos que estava em viagem ao Rio de Janeiro e, ao retornar ao estado de Goiás, chegando a Aparecida de Goiânia, passou mal e procurou uma unidade de saúde, onde foi consultado e através de exames foi confirmado que estava com COVID-19. Logo, a SES notificou o caso às autoridades de Itaberaí no momento em que foram confirmadas as suspeitas em Aparecida de Goiânia e viram o seu domicílio através do cartão do SUS que foi apresentado.

O paciente reside em Itaberaí, motivo pelo qual a cidade é o domicílio do caso, embora ele tenha vindo de outras cidades, contraindo o vírus possivelmente no Rio de Janeiro. Ele trabalha como caminhoneiro na cidade de Aparecida de Goiânia que não atende a Itaberaí, então ele não teve contato com ninguém cidade.

2º CASO - O ÓBITO

Hoje (20/05), o prefeito de Itaberaí, Roberto Silva, deu uma entrevista na Rádio Silvestre comunicando mais um caso de COVID-19 na cidade. Trata-se de um homem de 53 anos que veio a óbito, sendo mais uma perca para o coronavírus no estado de Goiás.

A vítima morreu no sábado (dia 16/05), sendo que apenas hoje saiu o resultado do exame, dando positivo para COVID-19. Segundo a diretora de Vigilância e Epidemiologia Lúcia, ''tivemos conhecimento desse caso no sábado, e estivemos em contato com a família, colhemos todas as informações necessárias para a segurança da nossa população. O homem estava já a 16 dias com sintomas, só que ele estava em uma cidade do Pará, passou mal e foi encaminhado para o HCamp em Goiânia, por se tratar de um paciente do Estado de Goiás. Assim, nas dependências no HCamp, o paciente sofreu uma parada cardiorespiratória e faleceu antes de dar entrada no hospital de campanha.''

Segundo informações, a família desse paciente que veio a óbito também está sendo monitorada pela equipe de vigilância e epidemiologia.

A cidade ainda tem outros seis casos em observação que ainda não fizeram exames, porém são considerados suspeitos por terem tido contato com outras que contraíram o vírus.  Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), os exames tem data certa para serem feitos e serão realizados em todos os membros das famílias no dia certo de rastreamento do vírus, seguindo o protocolo determinado. 

A Secretária Kéllia Rosa disse ainda em entrevista que ''todos os casos serão devidamente comunicado à papulação, haja visto que é de suma importância que continuemos tendo a confiância da população.'' 


Por Gessy Chaves
Jornalista
MT/GO 3243

Compartilhe no Google Plus

Publicidades

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.