Cidade de Goiás - Decreto autoriza abertura do comércio até as 15hs, mas mantém fechado clubes e academia


A prefeita da cidade de Goiás, Profª Selma Bastos, decretou nessa terça-feira (19/05) reabertura e funcionamento parcial dos comércios que permaneciam fechados devido a pandemia do COVID-19, são eles: estabelecimentos relacionados a comida (sorveteira, restaurantes, lanchonetes e similares), lojas de móveis e eletrodomésticos, loja de calçados, loja de roupas, joalherias e similares, loja de presentes e utilidades em geral, mas mantém fechado clubes e academias. Tais medidas foram tomadas considerando a Nota Técnica publicada pela SMS, Nº 002, de 08 de maio de 2020.

O decreto expõe uma série de restrições como métodos de prevenção e proteção ao cliente, sendo elas:


• Funcionamento com horário restringido para lojas de móveis e eletrodomésticos, bem como para loja de calçados, roupas, joalherias e similares, presentes e utilidades, sendo das 8h até as 15h de segunda-feira a sexta-feira e até as 12h aos sábados. Não é permitido provar ou trocar o produto comprado.

• Para estabelecimentos relacionados a comida é vedado o consumo do produto no local, assim como a oferta de mesas e cadeiras aos frequentadores.

• Limitação de tempo de permanência do cliente no interior do estabelecimento.

O decreto informa ainda que os estabelecimentos comerciais citados, antes de retomarem suas atividades, deverão providenciar junto à autoridade sanitária local o alvará sanitário municipal excepcional de acordo com o Decreto Municipal Nº 32, de 21 de Abril de 2020, sem prejuízo do protocolo respectivo estabelecido pela SMS.

Apesar da aparente flexibilização das normas de isolamento relacionadas ao comércio, permanecem inalteradas as recomendações de distanciamento social bem como o uso obrigatório de máscaras. Por fim, o Art. 1º, § 3º, afirma que as medidas autorizadas no artigo serão automaticamente suspensas quando os hospitais da rede municipal de saúde destinadas ao enfrentamento do COVID-19 atingirem 50% de sua capacidade total.

Logo, é importante lembrar que o boletim epidemiológico publicado diariamente pela prefeitura informa que até hoje (21/05), não há nenhum caso confirmado da doença causada pelo SARS-CoV-2 (coronavírus) na Cidade de Goiás, portanto, é necessário que a população vilaboense mantenha o cuidado e cautela com a higienização e distanciamento social constantemente, independente da flexibilização, afim de conter a doença.

Por Isadora Chaves
Ascom - CNN
Compartilhe no Google Plus

Publicidades

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.