Cidade de Goiás aparece na Operação Valet da Polícia Civil e foi objeto de discussão na sessão da Câmara Municipal


A Delegacia Estadual de Repressão a Crimes contra a Administração Pública (DERCAP) desencadeou semana passada uma operação policial que envolveu 7 cidades diferentes, citadas como locais de busca e apreenção de documentos para investigação, entre elas a Cidade de Goiás - GO.

A 'Operação Valet' que investiga possível caso de corrupção na SAE, cumpriu 12 mandados de busca e apreensão e 16 mandados de quebra de sigilo fiscal e bancário nos municípios de Catalão, Cidade de Goiás, Goiânia, Ipameri, Silvânia e Bela Vista de Goiás. A suspeita é da prática dos crimes de organização criminosa, peculato-desvio, corrupção ativa, corrupção passiva, crimes licitatórios, crimes contra a fé pública e lavagem de dinheiro, após o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) ter verificado, em alguns contratos da Superintendência de Água e Esgoto (SAE) de Catalão, desfalques ao patrimônio público da ordem de R$ 6.814.738,28 (seis milhões, oitocentos e quatorze mil, setecentos e trinta e oito reais e vinte e oito centavos).

Como a Cidade de Goiás - GO, foi citada na operação, na noite de ontem 04/05 em sessão ordinária da Câmara Municipal levantou-se uma discussão em torno desta operação. O motivo seria a possibilidade de haver envolvimento da administração municipal ou de algum político da cidade.

Diante deste acontecimento na casa de leis, o ClassifiqueNews esteve falando no dia de hoje 05/05 com o Delegado responsável pela Operação e titular da DERCAP, o Dr. Webert Leonardo. E a nossa reportagem solicitou a ele esclarecimento sobre esta ação, se existe envolvimento da administração pública ou de alguma autoridade política do município, ou então, por que o nome da Cidade de Goiás - Go foi citada na matéria que circulou na mídia nacional.

De acordo com o Dr. Webert Leonardo falando à nossa reportagem disse que ''o inquérito policial que deu início no ultimo dia 29, ocasião em foi cumprido mandado de apreenção em 7 cidades diferentes. Não podemos dar mais informações em face do segredo de justiça, mas a fim de evitar especulações indevidas, no caso da Cidade de Goiás o cumprimento se deu em razão de que um dos investigados tem domicílio na cidade. E que a citação do nome da cidade na investigação não quer dizer que significa que haja vinculação da administração pública e agentes políticos deste município. O fato é que sempre existe investigados que possuem domicílio em mais de uma cidade, declarado na receita federal, e a obrigação da polícia é averiguar se existem realmente esses imóveis, e até mesmo saber se estas empresas quando ditas, se realmente funcionou nestes endereços.''

O Delegado titular da DERCAP Dr. Webert Leonardo deixou claro que em se tratando da Cidade de Goiás, a Operação Valet, não diz respeito a administração municipal e nem tem políticos da cidade envolvidos na operação, e sim que alguns dos envolvidos possuem imóveis no município de Goiás.

Por Gessy Chaves
Jornalista
MT/GO 3243


Compartilhe no Google Plus

Publicidades

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.