Balanço da videoconferência: “O momento é de solidariedade e responsabilidade”, afirma Caiado em entrevista


Reportando-se à videoconferência com mais de 30 prefeitos de municípios goianos, realizada na noite desta segunda-feira, 18, para debater estratégias contra o coronavírus e ouvir sugestões, o governador Ronaldo Caiado disse, nesta terça-feira, 19, em entrevista na televisão, que o momento exige ações conjuntas e concretas de todos, com decisões compartilhadas e com efeito prático.

Diante de informações de que muitas prefeituras tendem a flexibilizar medidas de isolamento social e liberar o funcionamento do comércio, Caiado descartou iniciativas mais duras do Estado para frear uma maior movimentação de pessoas, e lembrou que o decreto de 19 de abril continua em pleno vigor.

O governador ressaltou que esse decreto contém normas e protocolos a serem seguidos em todos os municípios goianos e destacou que, se os prefeitos entenderem que podem aumentar a flexibilização das medidas de isolamento, eles têm de elaborar planos de contingência e epidemiológico. Além disso, lembrou o governador, o Ministério Público vai decidir se o município pode ampliar qualquer liberação de atividades.

Ronaldo Caiado disse apostar no diálogo e na confiança na atuação responsável dos gestores municipais para evitar a disseminação do coronavírus no Estado, e enfatizou que, o momento é de “solidariedade e responsabilidade”. Ele também repudiou qualquer tentativa de politização da luta contra a pandemia e reiterou que vai seguir os parâmetros ditados pela sua formação de médico e pela responsabilidade que exige sua função como governador.

Durante a entrevista, Caiado reforçou seu compromisso de trabalhar para salvar a vida dos goianos, garantindo atendimento médico-hospitalar digno às pessoas acometidas pela covid-19 e distribuindo alimentos e produtos de primeira necessidade às pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Ao finalizar a entrevista, o governador foi categórico ao dizer que “a gravidade do momento exige a conscientização de todos, amor ao próximo, e que não visem projetos pessoais ou eleitorais. Não é hora para isso. A hora e de união e trabalho conjunto”.

Por Gessy Chaves
Jornalista
MT/GO 3243
Compartilhe no Google Plus

Publicidades

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.