Com 43 novos casos nas últimas 24 horas, Morrinhos, Ipamerí e Urutaí passam fazer parte da rota da Covid-19

Foram confirmados 43 casos de pessoas com a Covid-19 em Goiás nas últimas 24 horas. No total, já são 616 casos que foram registrados em 56 municípios goianos. É importante que apenas as pessoas que trabalham em serviços essenciais saiam de casa. Todos os outros devem manter o isolamento social porque só assim conseguiremos manter a nossa curva de casos achatada. Seja responsável e ajude a salvar vidas!

De acordo com SES, na listagem dos municípios que contém pessoas contaminadas ainda não contavam com Morrinhos, Ipamerí e Urutaí que agora passam a fazer parte da rota da covid-19, ao todo são eles:

 Águas Lindas de Goiás (6), Aloândia (1), Anápolis (39), Anhanguera (1), Aparecida de Goiânia (23), Aragoiânia (1), Avenilópolis (1), Barro Alto (1), Bela Vista (3), Bom Jesus de Goiás (2), Caldas Novas (1), Campestre (1), Campinorte (1), Carmo do Rio Verde (3), Catalão (1), Ceres (4), Cidade Ocidental (5), Faina (1), Formosa (4), Goiandira (2), Goianira (1), Goianésia (28), Goiânia (364), Goiatuba (2), Guapó (1), Ipameri (1), Itaguaru (2), Inhumas (3), Itumbiara (10), Jaraguá (1), Jataí (6), Luziânia (11), Mineiros (4), Montividiu (1), Morrinhos (1), Nerópolis (3), Niquelândia (1), Nova Glória (1), Novo Gama (1), Nova Veneza (1), Paranaiguara (1), Paraúna (3), Pires do Rio (3), Planaltina (1), Professor Jamil (6), Rialma (6), Rio Verde (15), Santa Helena (1), Santo Antônio do Descoberto (4), São Luis dos Montes Belos (2), Senador Canedo (6), Silvânia (1), Trindade (10), Urutaí (1), Valparaíso (10) e Vianópolis (1).

O número de casos confirmados da Covid-19 pelo mundo ultrapassou a marca de 3 milhões nesta segunda-feira, segundo o levantamento da Universidade Johns Hopkins. Ao todo, mais de 207 mil pessoas morreram após contraírem o novo coronavírus, cuja letalidade chega a ser 10 vezes maior do que a do H1N1, segundo informou a Organização Mundial da Saúde (OMS).

A marca de 3 milhões de diagnósticos foi batida apenas 12 dias após os casos chegarem a 2 milhões, no dia 15 de abril. O milionésimo caso, por sua vez, foi registrado no dia 2 de abril, mais de três meses depois do registro dos primeiros casos, na cidade de Wuhan, na China, no último dia de 2019.

No Brasil, a última contagem do Ministério da Saúde, divulgada no domingo, mostra que o país tem 61.888 pessoas infectadas, com 4.205 mortes. São Paulo é o estado mais afetado, com 20.715 casos e 1.700 mortes, seguido pelo Rio de Janeiro, onde há 7.111 casos e 645 óbitos — até o momento, 97% dos leitos públicos de Unidades de Terapia Intensiva estão ocupados em território fluminense.

Por Gessy Chaves
Jornalista
MT/GO 3243
Compartilhe no Google Plus

Publicidades

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.