Governo de Goiás libera R$ 1 milhão para conclusão de 96 moradias em Alto Paraíso - GO


O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), liberou hoje (3/3) R$ 1 milhão para a conclusão de 96 moradias em Alto Paraíso, obra iniciada com recursos federais e paralisada com 80% de execução. Por determinação do governador Ronaldo Caiado, que visitou o município e o residencial no ano passado, foi celebrado convênio com a Caixa Econômica Federal estabelecendo a parceria do Estado com aporte de recursos para a conclusão do residencial.

Executadas com verbas federais pela Cooperativa Sem Limites, as obras do Residencial Paraíso I estavam paralisadas desde agosto de 2018 devido à defasagem dos recursos destinados ao empreendimento. Depois da visita do governador ao município, a parceria foi formalizada e feitos os ajustes com a Caixa para a retomada das obras com a participação da Agehab. Segundo o presidente da Cooperativa, Antônio Leão, que esteve na Agehab acompanhado do prefeito Martinho Mendes e lideranças municipais, as obras serão retomadas imediatamente, com previsão de conclusão até outubro próximo.

O presidente da Agehab, Eurípedes do Carmo, destaca que uma das prioridades estabelecidas pelo governador Ronaldo Caiado foi para que todos os processos de obras fossem destravados. “É um empreendimento que vinha sendo executado com recursos de um programa federal. Entramos na parceria para ajudar a solucionar o problema e garantir a conclusão das casas que são aguardadas com muita ansiedade pelas famílias. O governador e a primeira-dama foram muito sensíveis à demanda das famílias, quando visitaram o município e viram a situação do residencial”, salienta Eurípedes do Carmo.

Frisa ainda o presidente da Agehab que a atuação conjunta com o Gabinete de Políticas Sociais, liderado pela primeira-dama Gracinha Caiado, tem dado atendimento prioritário aos municípios da Rede Integrada de Desenvolvimento do Entorno (Ride), da qual faz parte Alto Paraíso. O empreendimento Paraíso I, por exemplo, foi aprovado em 2013 e teve início em 2016, fruto da parceria do Programa Minha Casa Minha vida/Entidades, com recursos do FDS e prefeitura, que doou a área, obras de infraestrutura e maquinário.

Segundo informação do engenheiro responsável pela obra, a paralisação da construção das 96 moradias ocorreu devido a mudança nas regras do programa federal, que passou de 12 para 24 meses o prazo de entrega do residencial. De acordo com ele, isso provocou defasagem dos valores dos recursos e também aumento dos custos da obra.

Os recursos aportados pelo Governo de Goiás serão aplicados no acabamento interno das residências, como colocação de pisos e revestimentos, janelas, pintura e também esgotamento sanitário (fossas e sumidouros).

As moradias do Residencial Paraíso I são destinadas às famílias mais carentes do município. Elas vão pagar parcelas de financiamento com valores entre R$ 25,00 e R$ 80,00. O processo seletivo das famílias foi realizado pela entidade responsável, com acompanhamento da Assistência Social do Município.

Agência Goiana de Habitação – AGEHAB
Assessoria de Imprensa
Fone – 309650015

Por Andressa Leite
Assessoria de Imprensa
Compartilhe no Google Plus

Publicidades

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.