Caiado aceita desafio de Bolsonaro e propõe redução de ICMS dos combustíveis


Governador de Goiás propõe reunião entre estados e presidente para debater redução do ICMS. Em rede social, Caiado diz que "leva adiante a proposta" de Bolsonaro

Em materia publicada pelo dm.jor.br (ver), o governador Ronaldo Caiado (DEM) anunciou na noite desta quinta-feira, 6, em seu perfil no Instagram que aceita o desafio proposto pelo presidente Jair Bolsonaro para reduzir a alíquota de ICMS dos combustíveis. Diferente de outros gestores que reagiram negativamente ao pronunciamento, adotou tom apaziguador e afirmou que existe espaço para discutir a redução.

Caiado deu razão ao povo que está indignado com o valor cobrado pelos combustíveis.
Na rede social, reafirmou que a redução precisa ser tema de reunião com o presidente e representantes dos estados: “A revolta do cidadão brasileiro com a alta carga tributária que é paga sem receber de volta as obrigações de municípios, estados e União é indiscutível.
A minha posição em relação a redução do ICMS dos combustíveis será de levar adiante a proposta que o presidente Jair Bolsonaro fez ontem a nós, durante o seu pronunciamento no evento de 400 dias de seu governo: buscar o diálogo para uma solução diante de um problema que municípios, estados e União têm culpa.

É imprescindível uma reunião entre todos os chefes dos executivos estaduais com o presidente para entrarmos em um consenso. Só assim vamos conseguir alcançar as mudanças que a população espera de nós”.

Na rede social, reafirmou que a redução precisa ser tema de reunião com o presidente e representantes dos estados: “A revolta do cidadão brasileiro com a alta carga tributária que é paga sem receber de volta as obrigações de municípios, estados e União é indiscutível. A minha posição em relação a redução do ICMS dos combustíveis será de levar adiante a proposta que o presidente Jair Bolsonaro fez ontem a nós, durante o seu pronunciamento no evento de 400 dias de seu governo: buscar o diálogo para uma solução diante de um problema que municípios, estados e União têm culpa. É imprescindível uma reunião entre todos os chefes dos executivos estaduais com o presidente para entrarmos em um consenso. Só assim vamos conseguir alcançar as mudanças que a população espera de nós”.

Caiado tem sustentado um discurso contra aumento de tributos e taxas. Em seus primeiros 12 meses de gestão, ele não aumentou nenhum tributo. Ao contrário, reduziu alíquotas e taxas do Detran e de combustíveis de aviação tendo em vista ampliar o turismo no Estado.
 
NA BOMBA

O governador goiano foi o primeiro a aceitar a proposta de diálogo após a provocação do presidente.
Bolsonaro disse indignado que tem realizado ações para reduzir o valor dos combustíveis, mas sem efetividade para a população. “O que eu quero é que o ICMS seja cobrado no combustível lá na refinaria, e não na bomba. Eu baixei três vezes o combustível nos últimos dias, mas na bomba não baixou nada”, disse Bolsonaro.


Fonte: DM.JOR.BR (Ver matéria)
Por Gessy Chaves
Jornalista MT/GO 3243

Compartilhe no Google Plus

Publicidades

8 comentários:

  1. Presidente foi eleito para consertar o Brasil! Os Governadores que foram eleitos precisam entender o momento pelo qual o Brasil esta vivendo, e cooperar na aprovacao das reformas imprescindiveis para governabilidade.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Caiado..homem correto que pensa em seu povo que o elegeram

    ResponderExcluir
  3. Parabéns ao governador Caiado, pela sensibilidade com o povo brasileiro, é isso que o povo espera, atitude e compromisso com o Brasil e o povo brasileiro os estados estão quebrados mas a culpa não é do povo e sim de gestores corruptos anteriores, parabéns está no caminho certo o povo quer mudança chega dos mesmos.... O Brasil estava precisando mesmo desse cavalo de pau, desse pé no peito e só gente de coragem como você e nosso presidente pra fazer isso com coragem e responsabilidade mais uma vez parabéns....

    ResponderExcluir
  4. Vc terá sempre o meu respeito senhor presidente,vc foi realmente colocado por Deus em seu posto que se encontra.

    ResponderExcluir
  5. Precisamos também que regularize preço do IPVA
    Pagamos 4% aqui em MG
    Enquanto outros estados pagam a metade do que pagamos aqui em MG

    ResponderExcluir
  6. Ai botei fé ese e governador q ajuda a populacao 👏👏👏

    ResponderExcluir
  7. Senhores presidente da república e governador de Goiás,estou acompanhando de perto o desenrolar do acordo proposto pelos senhores a respeito dos combustíveis pois dependo dele no meu trabalho diario,mais os descontos não tem chegado Sá bombas devido a máfia do sindiposto e proprietários de postos e distribuidoras.,tais entidades devem ser fiscalizadas mais de perto., obrigado pela atenção

    ResponderExcluir
  8. Realmente ocorreu as bauxas nas refinarias,mas nao chegam aos consumidores.Cade a PF para investigar e pegar os atravessadores.

    ResponderExcluir

Comentários anônimos não serão publicados.