Em entrevista exclusiva o Superintendente do IPHAN-GO - Dr. Allyson Cabral fala da importância da Cidade de Goiás no cenário histórico goiano


O advogado e professor universitário Dr. Allyson Ribeiro e Silva Cabral é o atual superintendente IPHAN-GO, esteve na sede da instituição, e concedeu uma entrevista exclusiva nesta quarta-feira (08/01) ao Classifique NEWS na cidade de Goiás, e que foi transmitida ao vivo para toda a população, falando sobre a importância do município de Goiás bem como a visão do intituto sobre este Patrimônio Histórico Nacional. Veja abaixo trechos da entrevista.

JC - Dr. Allyson, o senhor é muito bem-vindo à nossa cidade e gostaríamos de saber quais são suas expectativas em sua visita à cidade de Goiás.

Dr. AC - "Primeiramente agradeço a oportunidade em dar essa entrevista ao povo da cidade de Goiás e a toda à comunidade. Nós estamos aqui hoje para verificar, para participar da fiscalização da obra que o Iphan promove e executa no 6° BPM, e também da restauração da casa do Senhor Rui, que também é uma obra do Iphan. As expectativas são as melhores possíveis, embora o Governo Federal venha efetuando alguns cortes orçamentários, nós estamos buscando um orçamento para manutenção da preservação do Patrimônio Cultural, especialmente Goiás por ser uma cidade tombada como Patrimônio Cultural Mundial, e buscando também recursos para restauração de alguns prédios e de algumas casas de particulares que realmente não possuam a chance ou possibilidade, e a condição de manter restaurado esses edifícios."

JC - Levando em conta que a cidade de Goiás foi a única que conseguiu realizar as obras do PAC - Cidades Históricas - e é o berço da Cultura Goiana, qual é a visão do Iphan com relação a cidade de Goiás para como um todo?

Dr. AC - "Especificamente com relação à visão do Iphan, não só a cidade de Goiás, mas como todo Patrimônio Cultural do estado de Goiás, nossa missão é promover um trabalho no sentido de viabilizar o turismo Patrimonial. É necessária e na nossa visão precisamos trabalhar em prol deste Patrimônio, e que possamos alcançar recursos ao município, para inclusive auxiliar na preservação e na restauração desse Patrimônio Cultural. É necessário que o indivíduo, a população, a comunidade em si, tenha conhecimento, admiração e procure esse turismo Patrimonial. Esse desenvolvimento é necessário nesse momento. Nós estamos passando por um momento no país de recursos escassos. Nós temos que buscar formas de aumentar esses recursos para os municípios e temos uma riqueza muito grande no Estado de Goiás, em especial na cidade de Goiás, que é um Patrimônio Cultural de todos nós. Precisamos desenvolver algum projeto ou um caminho para que possamos unir ainda mais o turismo à preservação do Patrimônio Cultural, essa é a expectativa."

JC - Com relação às verbas que o Presidente Jair Bolsonaro destinou à preservação do Patrimônio Histórico Nacional, tendo em vista que a cidade de Goiás está inclusa nessa seleção de Patrimônios, o que especificamente temos de imediato para a cidade de Goiás?
Dr. AC - "Eu pedi um levantamento até da condição de preservação dos edifícios que são tombados pela união no estado todo, em especial vou pedir esse levantamento com relação aos edifícios da cidade de Goiás, e o que for mais urgente, é claro que a gente não consegue restaurar todos eles - bem que a gente queria - realmente o orçamento não dá pra isso, mas nós vamos buscar recursos junto ao Governo Federal, vocês podem ter certeza, para restaurar alguns edifícios que estiverem por ventura em pior estado."

JC - Sabemos que o Governador do estado retirou a quadra de esporte do Col. Alcides Jubé, e no local será construído um jardim, isso pra deixar em evidência o Prédio da Instrução, portanto ele receberá uma reforma ou haverá alguma restauração por parte do IPHAN?

Dr. AC - "O que o IPHAN tem ciência até o momento é de que o Governo quer exercer o trabalho de restauração ali naquele prédio, não sei ainda os detalhes. o Iphan não tem ainda nenhuma previsão de restauração por conta do Iphan do Palácio da Instrução. Eu tive o convite hoje da subsecretária Márcia Angelina e vou visitar o Palácio daqui a pouco, vou ver em que situação que ele se encontra, a gente vai analisar o projeto do estado. Mas já de antemão posso adiantar que aquela quadra estava deslocada, não pertencia ao conjunto arquitetônico do Palácio, talvez por isso ela tenha sido demolida e não será construída outra."

JC - Deseja frisar mais alguma coisa importante para a população na cidade de Goiás?

Dr. AC - "Sim, nós tivemos recentemente uma reunião com o Fabrício, da Goiás Turismo. É intenção do Fabrício e da Prefeita Selma inclusive, desenvolver um projeto com relação ao caminho de Cora, um projeto turístico. Nós, o IPHAN, já determinamos aos técnicos para que fizessem um levantamento sobre a preservação das ruínas de Ouro Fino, é uma das nossas ações possíveis para esse ano, e vamos participar diretamente do desenvolvimento desse projeto turístico que é o caminho de Cora.

Uma fiscalização mais direta será realizada à casa do Ferreiro, Igreja do Ferreiro que também vai fazer parte desse projeto. O que eu quero é que a comunidade da cidade de Goiás tenha consciência de que precisa buscar o conhecimento a respeito do Patrimônio, porque Goiás hoje tem um tesouro em suas mãos, faz parte do Patrimônio Cultural Mundial, quer dizer, é reconhecida mundialmente, então é um motivo de orgulho para a comunidade da cidade de Goiás. Saibam que tanto a prefeitura como nós estamos preocupados com a conservação do Patrimônio, e podem contar com o IPHAN, especialmente com a pessoa deste superintendente que vos fala. Obrigado."

JC - Gostaríamos de deixar aberto para o senhor fazer suas considerações finais e deixando uma mensagem para o povo da cidade de Goiás.

Dr. AC - "A mensagem é que, reafirmo, vamos buscar mais esse conhecimento, esse Patrimônio Cultural da cidade faz parte de todo um conjunto, não é um Patrimônio da política ou da cidade ou do município, é um Patrimônio nosso! Faz parte da nossa história! Faz parte dos nossos avós, dos nossos tios avós. Aqui tem traços da sua construção, então temos que ter ciência e reconhecer que o patrimônio cultural da cidade de Goiás faz parte de cada um de nós não só da cidade de Goiás bem como de todo o estado. É necessário de termos essa consciência, que aqui tem suor e sangue dos nossos antepassados, por isso temos que valorizar esse patrimônio, é uma riqueza que nem todo mundo tem. E vamos valorizar e termos orgulho do que a cidade de Goiás tem. Obrigado, um abraço e fiquem todos com Deus!"

JC - Obrigado Dr. pelas suas palavras em nome da população da cidade de Goiás. Manifestamos nossos agradecimentos a sua presença na cidade de Goiás. Sabemos que logo teremos boas notícias em relação ao nosso Patrimônio!

Por Gessy Chaves
Jornalista 
MT/GO- 3243
Assessoria de Imprensa
Andressa Leite
Compartilhe no Google Plus

Publicidades

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.