ASPAG continua à frente do Hospital São Pedro, com nova diretoria, e pede apoio da população.


Hoje, dia 16 de janeiro, a equipe do Classifique News esteve no Hospital São Pedro onde a diretoria da instituição concedeu uma entrevista exclusiva à nossa reportagem. Estavam presentes além da vice presidente do ASPAG – Marlene Velasco, o atual diretor do Hosp. São Pedro – Eleandro Martins e o Secretário de Saúde do município o Sr. João Batista Neto.

Indagada sobre a questão do contrato que teria sido firmado entre o HSPA e a Pró-Saúde, Marlene Velasco explicou que ‘‘não se trata de um contrato e sim da formação de uma nova diretoria da ASPAG, associação que continua como a mantenedora do HSPA.’’ Disse que ‘‘o que ocorreu foi que a Pró-Saúde passou a fazer parte da associação simplesmente como membro da diretoria. Hoje a Pró-Saúde é uma das entidades de fora do município que faz parte da ASPAG, e que se dispôs a colaborar substituindo o Frei Marcos; o Bispo Don Vilson decidiu assumir esse lugar imprescindível, sendo nomeado pela Pró-Saúde’’. Ela acrescentou ainda que Don Vilson terá um representante aqui na ASPAG, que será o Sr. Eleandro Martins, porém ele será apenas o diretor administrativo do Hospital, sendo contratado como funcionário efetivo do HSPA.

A diretora do Museu de Cora Coralina, Marlene Velasco, ainda nos respondeu algumas perguntas:

JC: A senhora também faz parte da diretoria da ASPAG, por que é a diretora do Museu de Cora Coralina?

Marlene: Sim, estou no cargo de vice-presidente. Na ausência do Presidente Bispo Don Vilson, sou eu quem respondo por pelo HSPA. No caso, a casa de Cora Coralina é que é membro da ASPAG, que é constituída por instituições. Quando eu sair do museu de Cora Coralina, o próximo a assumir também será o próximo na vice-presidência da ASPAG, assim como as outras instituições.

JC: A partir de quando realmente o senhor Eleandro passa a fazer parte da instituição?

Marlene: ‘‘Houve uma assembleia geral no dia 19 de dezembro, com a presença de todos os membros. Esses são os que fazem parte da nova diretoria da ASPAG,

Pró-Saúde - Casa de Cora Coralina - Convento do Rosário - Obras sociais da Diocese - Irmandade do senhor bom Jesus dos passos - Fundação Cultural Frei Simão - APAE - Assembleia de Deus - Associação Santa Luzia - Associação de moradores de Santa Barbara - Associação dos Artesão de Goiás - Conselho de Saúde - Cooperativa de ensino de Goiás - Gabinete Literário Goiano - Maçonaria União e Justiça – OVAT – OAB - Sindicato dos Trabalhadores Rurais- Sindicato dos Servidores do Município- Fundação Dom Abel.

Essas são as instituições que são mantenedoras do Hosp. São Pedro. A única que não fazia parte era a Pró-Saúde, mas o estatuto permite que instituições fora do município de Goiás possam fazer parte, desde que hajam as contribuições com a saúde. E o Sr. Eleandro Martins vem fazer parte da administração do Hospital, e será efetivado como Diretor do Hospital a partir de fevereiro de 2020. '' 


Falando com o Sr. Eleandro Martins, ele nos contou que tem 40 anos, é formado em administração hospitalar, especializado em mestrado de gestão de saúde. Perguntado sobre a presidência da ASPAG, disse que ‘‘o novo presidente foi nomeado pelo presidente da Pró-Saúde, e é responsável pela gestão política, social e econômica do hospital, é através dele e de seus contatos e também do nosso bispo daqui, Dom Eugênio, que as portas se abrirão.’’

Eleandro disse que ‘‘o Jean e o Paulo foram dois profissionais especializados que o antecedeu por aqui e que contribuíram com o levantamento, com o diagnostico institucional da entidade, para alinhar o programa orçamentário, que é o alicerce pra gente trabalhar todos os custos interno do hospital.’’

Quando indagado sobre o quê excepcionalmente de novo ele traz aqui pra esse município, ele afirmou que ‘‘Particularmente, falando do hospital São Pedro, temos que trabalhar a reestruturação interna, para que o orçamento venha com aquilo que tenha necessidade. Correr atrás também dos nossos colegas deputados e senadores, para que consigamos algumas verbas extras para investirmos em algumas questões, como arquitetura, parte tecnológica, treinamento humano, conseguindo assim desenvolver todo trabalho no perfil da filantropia.’’

O Classifique News o informou que durante os últimos 6 meses, tem-se comentado entre a população vilaboense que o Hospital estava com dividas e problemas acumulados, logo, lhe foi perguntado qual era a real situação do Hospital quando ele chegou aqui.

Eleandro: ''Existe sim esse débito, mas a entidade (ASPAG) nunca negou, sempre assumiu as suas dívidas. Daqui pra frente, como está trilhado aqui no seu orçamento programa, já estamos aderindo à essas questões de débito. Já temos 80 mil parcelados dos que estavam atrasados, temos que seguir esse programa orçamentário e ir buscando aí recursos com os nossos parceiros. Quero ressaltar também a parceria do município, Sr. João Batista e a prefeita Selma Bastos, que são muito efetivos na mudança para melhor do hospital.''  Ele acresentou ainda que hoje  a folha de pagamento do hospital é muito grande, porém os funcionários estão todos recebendo em dias.

JC: Como administrador dessa questão orçamentária da instituição, o senhor tem em mãos os valores e quantidades de débitos pendentes?

Eleandro: Estou recém chegado a 20 dias mas de algumas coisas eu já pedi levantamento. O Hospital está com o débito de 7,5 milhões, incluindo seus fornecedores, prestadores e funcionários.

JC: Aproximadamente qual a porcentagem já foi quitada?

Eleandro: Olha, exatamente ainda não sei tenho esses números em mãos, mas eu tenho uma média de 80 mil já sendo pagos à esses colaboradores que entraram com ação trabalhista. Hoje temos cerca de 20 trabalhadores que já receberam seus rendimentos determinados pela justiça. 

O Sr. Eleandro ainda fez um apelo à população: ''Peço credibilidade junto à sociedade e à comunidade, que hoje o hospital está numa filosofia de trabalho diferenciada dentro do perfil filantrópico, como a gente sabe o SUS tem uma tabela e por muitas vezes não conseguimos suprir seus custos internos dentro da enfermaria, estamos aqui como técnicos para resolver e articular essas circunstâncias dentro do hospital, e logo estaremos com todos esses problemas solucionados.'' Acrescentou.

Também estava presente no momento da entrevista a médica ginecologista Dra. Maria Divina. Quando indagada sobre as condições de trabalho vivenciadas hoje no hospital, ela afirmou que os médicos estão tendo condições de trabalhos aceitáveis e que tem a promessa da diretoria de que haverá uma grande melhora em toda a estrutura, acrescentou que os médicos estão recebendo em dias, embora que a tabela do SUS ainda não é das melhores mas está satisfeita com o que está vendo e com o que está por vir.

Por Gessy Batista
Jornalista MT/GO 3243
Fotografia e Assessoria de Imprensa
Andressa Leite
Revisão de Texto
Isadora Chaves


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.

 
© Copyright Jornal Classifique 2011 - Todos os Direitos Reservados | Powered by Grupo GBC.
Template Design iNOVA Criaçoes | Desenvolvido para Jornal Classifique e Novagraf