Esclarecimento da Pró-Saúde referente a possibilidade de assumir o Hospital São Pedro da Cidade de Goiás


O Classifique News publicou no dia 26/11 uma matéria onde mostra as declarações do Secretário de Saúde do Estado de Goiás, onde ele fala sobre a OS - Pró-Saúde. O Classifique News reitera que apenas teve a atitude de fazer um jornalismo imparcial e ainda se viu na obrigação de trazer as informações ao conhecimento dos Vilaboenses.

No dia 27/11 a Pró-Saúde entrou em contato com a nossa produção e nos enviou uma nota de posicionamento diante da matéria publicada, e sendo que a nossa publicação foi de caráter informativo, vimos também atender ao pedido da OS supra citada em publicar a referida posição, lembrando que a nossa produção no dia da publicação ligou no Hospital São Pedro para falar com o representante da OS, mas se quer foi informado de quem era a pessoa.

Importante ainda frisar que o Classifique News se vê na obrigação de informar, mas também é de extrema importância apresentar a posição do lado oposto. Portanto segue abaixo toda a nota.

Pró-Saúde:
Em resposta à matéria “Estado de Goiás pode cortar verba do Hospital São Pedro caso Pró-Saúde assuma direção e não apresente resultados satisfatórios”, publicada no jornal Classifique, a Pró-Saúde informa que possui mais de 50 anos de experiência em gestão hospitalar, consolidando-se como uma das maiores entidades filantrópicas do País. Seu histórico de trabalho assistencial dedicado aos pacientes é reconhecido por meio das mais importantes certificadoras de qualidade — com repercussão nacional e internacional — e, principalmente, pelo percentual de 90% de satisfação dos usuários dos serviços.
(Publicidade)

A Pró-Saúde ressalta que todas as prestações de contas durante a vigência do contrato de gestão do Hospital Estadual de Urgências da Região Sudoeste (HURSO), entre novembro de 2010 a dezembro de 2017, foram realizadas periodicamente via sistema do governo do Estado, o SIPEF. No entanto, próximo ao final do contrato, houve um bloqueio da plataforma, impedindo o uso. A entidade protocolou então as prestações em vias físicas, porém ainda assim, houve indeferimento, resultando na inabilitação.

A Pró-Saúde tem prestado todos os esclarecimentos necessários acerca das contas denominadas irregulares. Neste sentido, também esclarece que, embora todos os esforços para que lhe seja franqueado o acesso ao SIPEF, até o momento não obteve êxito.

Vale lembrar que, ao longo da gestão da Pró-Saúde, o HURSO recebeu a certificação ONA 1, conquistada em 2014 e mantida nos anos seguintes. No mesmo ano, recebeu ainda o prêmio Hospital Revelação do Ano da Hospital Best. Destacamos também que, em 2017, a Pró-Saúde recebeu nota dez no sistema que avalia o cumprimento do contrato de gestão firmado com o Governo do Estado de Goiás, relativo a administração da unidade.

Diferentemente das fake news que circulam, a entidade filantrópica realiza uma assessoria de gestão para o Hospital São Pedro de Alcântara, por meio de um administrador hospitalar corporativo. Todo o trabalho assistencial e administrativo é realizado por profissionais da cidade de Goiás.

Atualmente, 16 mil colaboradores trabalham na Pró-Saúde em seus municípios de origem – sendo, aproximadamente, 2.500 médicos. Por mês, mais de 1,1 milhão de pessoas recebem atendimento em uma das unidades de saúde gerenciadas pela instituição. São feitos que corroboram o comprometimento e a qualidade da assistência prestada em todos os serviços sob gestão da Pró-Saúde, que atua amparada por seus princípios organizacionais, de governança corporativa, integridade e valores cristãos.

Sobre a Operação Lava Jato, segue nota da defesa sobre o tema:
A Pró-Saúde tem colaborado com as investigações e, em virtude do sigilo do processo, não se manifestará sobre os fatos.

A entidade filantrópica reafirma neste momento o seu compromisso com ações de fortalecimento de sua integridade institucional.

Dr. Roberto Podval,
Advogado da Pró-Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.

 
© Copyright Jornal Classifique 2011 - Todos os Direitos Reservados | Powered by Grupo GBC.
Template Design iNOVA Criaçoes | Desenvolvido para Jornal Classifique e Novagraf