A arte de refletir - Bispo Raimundo Aires



Homens ou coisas?

Há comerciantes que não vêm senão seus interesses  comerciais: vendas, gráficos, lucros; há outros que vêem rostos: os rostos daqueles que para eles trabalham e os daqueles que não têm trabalho. Há estadistas que só vêm coisas: navios de guerra, urnas eleitorais, cabeçalhos dos jornais; e há os estadistas que vêm rostos: rostos dos pobres, rostos das crianças, e milhões de rostos dos que tombaram na guerra. Há pregadores que só vêm coisas:construções de templos, fichários, orçamentos; e há outros pregadores, ordenados por uma ternura superior à mão do homem, que vêm rostos: rostos ansiosos, marcados pelo pecado, solitários e audazes" (George Buttrieck).
 E de minha parte, queridos leitores, eu gostaria de acrescentar que há políticos que só vêm números quando precisam do nosso voto, e depois tornam-se míopes diante das nossas necessidades; mas, com honrosas e não muitas exceções, há políticos que não se rendem ao veneno da corrupção e ainda defendem a justiça e o direito. Há homens que são apenas procriadores, e há homens que são pais, mantenedores, sacerdotes, educadores. Há quem goste do poder, e dele faça uso para se enriquecer, e há quem gosta do povo, sendo capaz de ver o semblante dos que sofrem e ouvir o clamor dos aflitos. Há quem pense ser Deus, e alguns chegam mesmo a ter "certeza".Mas ainda tem muita gente consciente de que é pó, e ao pó voltará, pelo que evitam toda arrogância e altivez.
Por fim, queridos leitores, sendo este espaço reservado para a reflexão, respeitosamente os convido a uma honesta avaliação de como temos administrado este milagre chamado vida, e nisto me incluo, visto que me encontro nesta caminhada com vocês. Que legado deixaremos? Quantas guerras inúteis teremos causado e quanta paz teremos semeado? Viver o dia de hoje como se o amanhã não existisse continua sendo uma sábia maneira de perceber o mundo, admirando o belo e desfrutando do convívio das pessoas amadas, perdoando os inimigos gratuitos, caso alguém os tenha, e elogiando com justiça a quem merece.
            
Bênçãos e um carinhoso abraço a todos.

 Bispo Raimundo Aires.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.

 
© Copyright Jornal Classifique 2011 - Todos os Direitos Reservados | Powered by Grupo GBC.
Template Design iNOVA Criaçoes | Desenvolvido para Jornal Classifique e Novagraf