Lei proíbe funerárias de outras cidades de atuarem no município de Goiás


           Uma lei municipal  recentemente sancionada pela Prefeitura Municipal de Goiás não permitirá que funerárias de outras cidades prestem serviços no município.
         A Lei foi aprovada por unanimidade após duas votações realizadas na Câmara Municipal, o Decreto n° 20, publicado pelo Portal da Transparência do site da prefeitura regulamenta o Projeto de Lei N° 44 do dia 06/06/2014.
           A partir de agora só podem prestar serviços funerários na cidade de Goiás as funerárias que têm permissão e que já estão instaladas no município.
      Com a regulamentação da lei ganha o município que passa a ter arrecadação quando, outras empresas precisarem retirar corpos na cidade, ou vindos de outros municípios. Ganham as empresas funerárias da cidade uma vez que serão solicitadas para executar tais serviços, e ganha a população menos favorecida da cidade, uma vez que a prefeitura passa a receber das funerárias locais, serviços funerários GRATUITOS. 
         Lembrando que esta doação ao município acontecerá de forma alternada por parte das funerárias locais, que são três no município, entre elas a PAX VILA BOA e PAX do BRASIl de Propriedade de Lêda Santos (foto abaixo), que disse a nossa reportagem que ‘‘esse fato é resultado de uma luta que se arrasta há vários anos, até então sem sucesso nos mandatos anteriores, e agora com a atual administração obtivemos êxito e conseguimos juntas a aprovação da lei. Isso vem beneficiar extremamente não só o comércio do gênero na cidade, bem como de forma direta a população mais carente’’. Acrescentou Lêda.
           Vale ressaltar que a empresa PAX do BRASIL foi a funerária eleita pela população vilaboense como a melhor no segmento.

Lêda Santos
Pax do Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.

 
© Copyright Jornal Classifique 2011 - Todos os Direitos Reservados | Powered by Grupo GBC.
Template Design iNOVA Criaçoes | Desenvolvido para Jornal Classifique e Novagraf