Programas assistenciais promovem inclusão social na cidade de Goiás

Um dos meios de alavancar o progresso de uma sociedade é permitir que, dentro da igualdade de oportunidades oferecidas, aqueles que possuem necessidades diferenciadas sejam também tratados de forma diferenciada, promovendo a igualdade em meio à diversidade. Os diferentes programas sociais do governo do Estado possibilitam este tipo de abordagem, fornecendo condições especiais a grupos de pessoas que, para ter o mínimo de oportunidades de crescimento e de acesso a seus direitos, necessitam de maior assistência por parte do poder público.

Para atingir este objetivo, vários programas sociais foram formulados e, atualmente, são colocados em ação pelo governo. Alguns deles, como o Renda Cidadã, serviram inclusive como modelo para o Governo Federal, que instituiu o Bolsa Família, entre outros. E os atendimentos não se restringem à capital ou à Região Metropolitana: a população de qualquer município do Estado pode ser contemplada pelos

Na cidade de Goiás, por exemplo, 326 pessoas – em estado de vulnerabilidade social – recebem mensalmente o auxílio financeiro do governo por meio do Renda Cidadã. Quatro instituições filantrópicas beneficiam 178 pessoas com o programa Pão e Leite (cujos recursos são repassados pelo Estado às entidades para a compra do pão e leite por pessoa atendida). Seis instituições filantrópicas recebem auxílio financeiro mensal por meio da isenção do pagamento de contas pelo consumo de energia elétrica e seis recebem o fornecimento de auxílio financeiro mensal na forma de isenção do pagamento de contas pelo consumo de água tratada e de utilização do serviço de coleta de esgoto.

Ainda na cidade patrimônio da humanidade, cerca de 4,5 mil pessoas são assistidas pelo Balcão de Direitos, que permite o acesso a serviços essenciais, como assistência jurídica ampla e documentação civil básica, além de noções sobre direitos humanos. O programa é itinerante e atende prioritariamente as populações que residem em locais de difícil acesso, visando a promoção da cidadania e dos direitos humanos.

Em relação a programas ligados à isenção de pagamento de tarifas do transporte coletivo intermunicipal, 318 idosos usufruem do Passaporte do Idoso e seis do Passe Livre Intermunicipal (direcionado, neste caso, para deficientes físicos).


Por Jonathan Chaves
goiasmais.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.

 
© Copyright Jornal Classifique 2011 - Todos os Direitos Reservados | Powered by Grupo GBC.
Template Design iNOVA Criaçoes | Desenvolvido para Jornal Classifique e Novagraf