Mulher diz à polícia que era amiga do norueguês que a estuprou


Em depoimento à polícia, a mulher de 49 anos que foi estuprada e teve o olho perfurado, na cidade de Goiás, disse que era amiga do principal suspeito de ter a agredido, um turista norueguês, de 33 anos. O homem está preso desde o dia 28 de março, quando o fato aconteceu.


Segundo Fábio Meireles Vieira, delegado responsável pelo caso, o depoimento durou cerca de 1h30 e a vítima declarou que a convivência com o suposto autor do delito era muito bom. Tanto que todas as vezes que ele vinha ao Brasil, se hospedava na casa dela.

A mulher negou que tinha um relacionamento amoroso com o suspeito e disse que ambos nus no momento do flagrante porque ele tirou a roupa dela. Ela confirmou também que o norueguês começou a espancá-la porque a mulher estaria com o demônio no corpo.
Antes de a agressão acontecer, a mulher disse que ela e o turista ingeriram bebidas alcoólicas e fumaram maconha.

Um laudo preliminar de constatação prévia comprovou a agressão e a violência sexual. Contudo, o documento definitivo só deve ficar pronto na próxima semana.

Segundo a polícia, além das perfurações no olho e na perna, e da violência sexual, a mulher teve lesões por todo corpo. Ela foi socorrida no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) e recebeu alta no dia 5 deste mês.

De acordo com as investigações, o norueguês não tinha antecedentes criminais. Ele era acostumado a visitar a cidade de Goiás, onde tem uma filha de 2 anos. Em uma das viagens, fez amizade com a vítima.

O suspeito responderá por tentativa de homicídio e estupro. Se condenado, ele pode pegar mais de 20 anos de prisão. Em uma das fotos feitas logo após ser detido, o norueguês aparece fazendo sinal de positivo.

Por Gessy Chaves
Fonte: g1.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.

 
© Copyright Jornal Classifique 2011 - Todos os Direitos Reservados | Powered by Grupo GBC.
Template Design iNOVA Criaçoes | Desenvolvido para Jornal Classifique e Novagraf