26/07 - 16:00h - Cidade de Goiás vai receber quase R$ 10 milhões em obras do governo estadual


A cidade de Goiás, Patrimônio Histórico da Humanidade, receberá obras nas áreas de turismo e infraestrutura durante a instalação dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário na antiga Vila Boa, amanhã. Entre os benefícios estão a construção do Terminal Turístico Balneário Cachoeira Grande, a ampliação e revitalização do Lago das Acácias, a implantação de infraestrutura no distrito de Buenolândia e na Colônia de Uvá, a pavimentação asfáltica e galerias pluviais no Setor Papyrus e a pavimentação asfáltica no Setor Tempo Novo.

De acordo com a Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan), o valor estimado dessas obras atinge o total de R$ 9,895 milhões. As ordens de serviço para a licitação das obras na cidade de Goiás serão assinadas pelo governador Marconi Perillo, junto com o secretário Giuseppe Vecci e demais auxiliares, durante solenidade marcada para as 15h30 de amanhã, no Pátio do Palácio Conde dos Arcos.

Os projetos foram elaborados pela Segplan e pela Agência Goiana de Desenvolvimento Regional (AGDR). Estas ações fazem parte do Polo de Desenvolvimento Turístico-Histórico do Eixo Corumbá-Pirenópolis-Jaraguá-Goiás, que consta do Plano de Ação Integrada de Desenvolvimento (PAI), a ser lançado nos próximos dias pelo governador Marconi Perillo.

A construção do Terminal Turístico Balneário Cachoeira Grande prevê um novo equipamento destinado ao turismo ecológico no município, visando beneficiar a população local e turistas. O Terminal terá área de 130.657,41 metros quadrados. Contará com Espaço Multiuso, Centro de Consciência Ambiental, centro de comercialização, administração geral, banheiro público com vestiário, Centro Poliesportivo, solário com praia e deck, equipamentos desmontáveis para áreas inundáveis, parque infantil, áreas para caminhadas com equipamentos para exercícios, pomar, viveiro, trevo de acesso, estacionamento para ônibus e automóveis e área destinada para construção de pousadas. O total estimado da obra é de R$ 4,062 milhões.

A ampliação e revitalização do Lago das Acácias estão orçadas em R$ 1,877 milhão. O projeto visa prover o local de estrutura adequada para a recepção ao turista, além de propiciar espaço para comercialização de artesanato local. A área de aproximadamente 60 mil metros quadrados vai receber centro de comercialização, contendo dez lojas de pequeno porte (artesanato), quatro espaços para lanchonete, bares e sorveteria, dois espaços para restaurante e uma sala para apoio turístico. Também receberá banheiros públicos, parque infantil, pistas para caminhada com estação de ginástica, trevo de acesso com contorno e estacionamento para ônibus e automóveis.

Buenolândia
O antigo Arraial da Barra, hoje Buenolândia, fundado em 1726 pelo filho do bandeirante Bartolomeu Bueno da Silva, é a primeira povoação estabelecida em Goiás, incluindo ainda o Tocantins e o Distrito Federal, que na época também faziam parte do território goiano. O projeto é importante porque dotará o distrito de infraestrutura básica, melhorando a qualidade de vida de seus moradores, com obras de calçamento (15 mil metros quadrados), revitalização do lago e construção do Centro Comunitário. Além de valorizar Buenolândia, as obras vão resgatar a memória histórica do distrito da cidade de Goiás. Elas têm custo estimado de R$ 1,645 milhão.

A Colônia de Uvá foi a primeira experiência sistemática de imigração para Goiás. O assentamento de cerca de 300 alemães às margens do Rio Uvá, a cerca de 50 quilômetros da cidade de Goiás, teve início em 1924, após a 1ª Guerra Mundial, e durou 30 anos. As ações governamentais visam atender algumas demandas dos moradores do distrito, no que se refere a obras de infraestrutura, e ainda promover o resgate da memória dos primeiros alemães que fundaram o povoado, beneficiando seus descendentes que moram atualmente no distrito, bem como dos demais moradores.

O projeto prevê a construção de um Centro Comunitário de Uvá, atendendo demanda da comunidade, em área contígua da Igreja Católica, além da reforma da ponte de madeira que vai propiciar a melhoria do acesso ao distrito. O custo total estimado das obras é de R$ 680 mil.

O Setor Papyrus será beneficiado com obras de infraestrutura urbana, tais como a pavimentação asfáltica de 21.753 metros quadrados e galerias pluviais em vias públicas. As benfeitorias, orçadas em R$ 1,038 milhão, vão representar melhoria na qualidade de vida e segurança para a população desse bairro da cidade de Goiás. O Setor Tempo Novo também terá suas ruas asfaltadas, no total de 17 mil metros quadrados, cujo custo do projeto está estimado em R$ 591,4 mil.

Por Jonathan Chaves
Fonte: Goias agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.

 
© Copyright Jornal Classifique 2011 - Todos os Direitos Reservados | Powered by Grupo GBC.
Template Design iNOVA Criaçoes | Desenvolvido para Jornal Classifique e Novagraf