20/04 - 21:19h - CRACK - O mal da humanidade

O crack surgiu na década de 80, o que possibilitou seu fumo foi a criação da base de coca. Derivado da planta de coca, é resultante da mistura de cocaína, bicabornato de sódio ou amônia e água destilada, resultando em grãos que são fumados em cachimbos e na maioria dos casos o usuário improvisa uma curva de cano, latas de refrigerantes com vários furos, e até mesmo outros objetos que substituem o cachimbo.

Por ser mais barato, o crack é mais consumido que a cocaína e por ser estimulante ocasiona dependência física e posteriormente a morte por sua terrível ação sobre o sistema nervoso central e cardíaco. O crack gera aceleração dos batimentos cardíacos, aumento da pressão arterial, dilatação das pupilas, suor intenso, tremores, excitação, convução, doenças hepáticas e pulmonares, hipertensão, acidente vascular cerebral, maior aptidão física e mental.

Os efeitos psicológicos são euforia, sensação de poder e aumento de auto-estima. Para os fracos e debilitados usuários sobreviventes, ao longo do uso da droga, há perda dos dentes pois o ácido sulfúrico que faz parte da composição química do produto, assim trata furar, e corroer a dentição além de destruir também os neurônios.

Na Primeira ou Segunda experiência, a pessoa pode se tornar dependente, se inalado junto com álcool, o crack aumenta o ritmo cardíaco e a pressão arterial que se pode levar a resultados letais. “ O crack trás a morte em vida do seu usuário, arruína a vida de seus familiares, aumenta a criminalidade onde se instala, degrada e mata mais que todas as outras drogas juntas.”

Por: JulianaChaves
Fonte: Projeto Viva Vida

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.

 
© Copyright Jornal Classifique 2011 - Todos os Direitos Reservados | Powered by Grupo GBC.
Template Design iNOVA Criaçoes | Desenvolvido para Jornal Classifique e Novagraf