22/04 - 10:10h - Denúncia - Lixo na Via Sacra da Cidade de Goiás

Montanhas de lixo foi a cruz enfrentada pelos turistas e moradores da cidade de Goiás – Patrimônio Mundial da Humanidade – durante a Via Sacra subindo o morro do Cruzeiro, na Sexta Feira Santa. Essa caminhada de oração repete-se há 12 anos, levando até o cume do morro, centenas de devotos e amantes da natureza, tendo a frente o Bispo Dom Eugênio Rixen. A atividade faz parte do Programa Oficial da Semana Santa, durante a qual autoridades civis e religiosas dividem as tarefas para que tudo corra bem.

Foi grande a decepção do grande grupo ao se depararem com o lixo depositado por pessoas inescrupulosas à beira da rodovia e na entrada do caminho de terra que leva até o cume do morro. Não era lixo pequeno, tipo garrafas de água e saco plástico. Era lixo grande, depositado por caminhões. Todos os anos, a Prefeitura, embora não resolva o problema de forma definitiva, tem mandado limpar. Este ano, no entanto, deixou o lixo, ali, exposto a céu aberto.

No ano passado, o Prefeito Márcio Caiado e o Secretário de Obras Péricles Fleury assumiram o compromisso para uma solução definitiva para o lixo. Os jovens da Chácara Paraíso, um modelo de recuperação de dependentes químicos, resolveu participar desse esforço. Eles produziram e doaram para a cidade 14 cruzes de madeira, com 3m50 de altura para marcar as estações da Via Sacra. A contra partida da Prefeitura seria manter o local limpo e fixar as cruzes com cimento para evitar atos de vandalismo. As cruzes foram entregues na data marcada, mas a Prefeitura não cumpriu a sua parte. As cruzes foram apenas fixadas com terra. Ao longo do ano, Dom Eugênio Rixen enviou ofícios, para que fosse cumprido o compromisso. A Prefeitura respondeu com promessas... Resultado: Nesta Sexta Feira Santa, o povo encontrou a primeira cruz escondida atrás do mato alto e do lixo. A cruz da quinta estação desapareceu. Três placas indicando as estações foram arrancadas....

Felizmente a natureza generosa mostrou que o nosso Salvador não abandona as pessoas de boa vontade. Ao longo do caminho até o alto, o cerrado nos presenteou com flores de várias cores e formas. As orações meditando questões ligadas à Saúde Pública, tema da Campanha da Fraternidade, tocou os corações. A vista maravilhosa da bela cidade Patrimônio da Humanidade, brilhando ao sol nascente, recompensou todo o esforço da subida.

Por Arcelina Helena

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.

 
© Copyright Jornal Classifique 2011 - Todos os Direitos Reservados | Powered by Grupo GBC.
Template Design iNOVA Criaçoes | Desenvolvido para Jornal Classifique e Novagraf