01/01 - 18:20h - A arte de refletir... Crise de gratidão

CRISE DE GRATIDÃO

Por ser muito conhecido, constantemente nos reportamos ao pensamento: “Queres conhecer um homem? Dê-lhe poder”. A compreensão é de que a pessoa se revela de fato, quando o poder lhe chega às mãos.
Mas existe uma outra medida igualmente eficaz, pela qual se conhece o ser interior da pessoa humana, - a gratidão. Por esta se revela a beleza, a sensibilidade e grandeza do nosso coração. A ausência de tal virtude denuncia a presença de uma alma seca, carregada de pesares, se debatendo na falta de plenitude.
O apóstolo Paulo, escrevendo aos Colossenses, diz: “Que a paz de Cristo seja o juiz em seu coração, visto que vocês foram chamados para viver em paz, como membros de um só corpo. E sejam agradecidos. Habite ricamente em vocês a palavra de Cristo; ensinem e aconselhem-se uns aos outros com toda a sabedoria, e cantem Salmos, hinos e cânticos espirituais, com gratidão a Deus em seu coração. Tudo o que fizerem, seja em palavra ou em ação, façam-no em nome do Senhor Jesus, dando por meio dele graças a Deus Pai “(Col 3:15-17, tradução NVI).
Percebam, queridos leitores, que em apenas três versículos das Escrituras Sagradas, encontramos a recomendação: ”E sejam agradecidos; com gratidão a Deus, e dando graças a Deus Pai”.
Tristemente reconhecemos que, mesmo antes de se admitir uma crise financeira global, já vivíamos uma crise de gratidão. Uma geração ingrata, insensível, tem deixado de reconhecer o suor e as lágrimas dos pais. Homens de rostos sulcados e mãos calejadas, nunca receberam uma palavra de gratidão e honra da parte dos filhos. Mulheres que superaram os limites da canseira, às vezes até dizendo não estar com fome, para a comida sobrar para o filho, a filha, nunca ganharam uma homenagem, sendo lhes dado, muitas vezes, um bouquet de espinhos, cheio de reclamações, agressividade, rebeldia e desonra.
Pastores que jejuaram, choraram, passaram madrugadas acordados, têm muitas vezes de suportar a dor de ver seus filhos na fé dando-lhes as costas, sem explicações, justificativas e, o que é mais estranho, sem uma palavra de reconhecimento e gratidão.
Homens e mulheres que nunca se lembram do sacrifício de Cristo, não esboçando uma única palavra de agradecimento pelo imensurável amor de Deus, seu perdão, sua misericórdia.
Concluo dizendo: Queres conhecer um cristão? Verifique o seu nível de gratidão.
Um fraterno abraço.

Pr. Raimundo Aires Carneiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão publicados.

 
© Copyright Jornal Classifique 2011 - Todos os Direitos Reservados | Powered by Grupo GBC.
Template Design iNOVA Criaçoes | Desenvolvido para Jornal Classifique e Novagraf