Mar/15 (Folhear)

Ediçoes Anteriores

Polícia Civil encontra em Goiânia a menina desaparecida Poliana Jsutino


A Polícia Civil encontrou no dia de hoje a adolescente que estava desaparecida desde o dia 15 de agosto, após sair para a escola e não voltar mais para casa. A família desesperada, e os amigos fizeram uma campanha nas redes sociais para tentar alguma pista que desse o paradeiro da menina. Até uma manifestação foi realizada na tarde de domingo durante o FICA na cidade de Goiás.

A polícia civil sob o comando do Delegado Dr. Ivaldo Gomes de Mendonça (foto), encontrou Poliana Justino no dia de hoje 22 de agosto na capital do estado Goiânia - GO. Ela estava junto com um homem que possivelmente foi o mesmo que a levou da Cidade de Goiás.

A investigação procurou todos os meios para encontrar pistas de quem poderia ter levado Poliana. A partir das imagens que filmou Poliana subindo na garupa de uma motocicleta, os policias fizeram uma varredura nas proximidades do local e conseguiram mais imagens que identificou a procedência da moto, daí seguiram as pistas documentais até chegar em quem poderia estar de posse da referida moto, e então chegaram a um homem chamado Roberto Pinto Santos de 36 anos.

A menina estava na casa deste cidadão no setor Bueno em Goiânia, e o homem foi conduzido a DP de Goiânia e até o momento desta reportagem ele ainda prestava depoimento, o que pode fazer com que esta notícia venha ser atualizada em breve.

Segundo o Delegado Ivaldo Gomes de Mendonça, primeiro precisa ser avaliado a circunstância em que ocorreu os fatos, e só poderão ser concluídos os reais motivos do seu desaparecimento, após o depoimento do homem e também da adolescente, já que a família informou que a menina tinha problemas neurológicos.

Por Gessy Chaves
Jornalista
MT/GO - 3243
Leia mais. | comentários

Presos os reais mandante e executores do crime do prefeito de Matrinchã



Pouco mais de um ano após o crime a Polícia Civil concluiu, nesta sexta-feira (19), o inquérito que apurou o assassinato do Prefeito de Matrinchã, Daniel Antônio de Souza, de 50 anos, e da esposa dele, Elizeth Bruno Barros, de 40 anos. Presos preventivamente, Dalmi Félix da Cruz, de 52 anos, e os então secretários da prefeitura Hélio Soyer, de 67 anos (Finanças), e Cleib Bueno de Morais, de 39 anos (Administração), foram indiciados por planejar e executar o assassinato, ocorrido na noite de 3 de agosto de 2015.

Pelo que apurou o Delegado Valdemir Pereira, titular da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), o crime, que começou a ser planejado em abril do ano passado, teve como principal motivação a ganância pelo poder na cidade. “Tudo começou depois que o prefeito cortou a gratificação da esposa do Hélio, que também era funcionária do município. O Hélio ficou com ódio de Daniel e colocou na cabeça do Cleib, que é cunhado do vice-prefeito, e tinha pretensões de se candidatar agora em 2016, que executá-lo seria a única alternativa para que ele ganhasse a eleição”, relatou.

A partir daí, Cleib e Hélio convidaram Dalmi, e garantiram que se ele ajudasse no assassinato poderia montar uma empresa, e então ganharia todas as licitações para executar serviços em Matrinchã, tendo uma renda mensal superior a R$ 80 mil. Na noite do crime, ainda segundo o titular da Deic, Hélio saiu com Daniel e Elizeth de uma reunião, e no caminho da chácara em que vivia o casal deu um toque no celular de Dalmi. “O Dalmi chegou logo, e quando viu Daniel e Hélio sentados na mesa pegou uma marreta e bateu duas vezes na cabeça do prefeito, que caiu agonizando no chão. Ao ouvir o barilho, Elizeth, que estava dentro da casa, chegou correndo e perguntou o que tinha acontecido, e quando abaixou para ver como estava o marido também foi atingida com marretadas na cabeça. Com o casal caído no chão, o Hélio pegou uma faca e cortou o pescoço dos dois”, descreveu Valdemir Pereira.

Primeiro delegado a investigar o caso, Kléber Toledo, que na época era o titular da Deic, lembra que os três acusados se encontraram várias vezes para combinar o que fariam para atrapalhar o trabalho da polícia. “O Cleib chegou a ir no velório do Prefeito e da Primeira Dama e disse para parentes da vítima que aquele crime não podia ficar impune, e garantiu que os ajudaria a lutar por justiça. Depois disso nós flagramos várias vezes o Dalmi e o Hélio em postos e bares de Goiânia combinando o que fariam para desviar a atenção e tentar imputar o crime a outras pessoas”, contou Toledo.

Ao concluir o inquérito, que será remetido ainda hoje ao Poder Judiciário, a Polícia Civil indiciou Hélio e Dalmi por duplo homicídio e Cleib Morais por homicídio, já que segundo as investigações, ele arquitetou apenas a morte do prefeito. “A Elizeth só morreu porque eles não podiam deixar testemunhas”, concluiu o titular da Deic.

Durante a apresentação da conclusão do inquérito à imprensa, familiares das vítimas estiveram na porta da Deic onde elogiaram o trabalho da polícia e exibiram faixas pedindo justiça.

Fonte emaisgoias
Por Jornalista Gessy Chaves
MT/GO - 3243
Leia mais. | comentários

Caminhão roubado é recuperado pela PM próximo a Cidade de Goiás


Por volta das 10h38 Minutos da manhã de ontem 18/08/2016 as guarnições das Viaturas 8297 composta com Subtenente Cunha e Soldado Macedo e 7552 Sargento Baldoino e Soldado Torres foram despachadas pelo operador do Copom Soldado Osvaldo para averiguarem informação de uma empresa de monitoramento que possivelmente na GO 429 que liga a Cidade Itapuranga a Cidade de Goiás até o trevo da GO 164 (Região do Carretão) estava o Caminhão VW 19.320 CLC Ano 2006/2006 de cor branca Placa MJJ-4630 de SANTO ANTONIO DO DESCOBERTO-GO que segundo relato da suposta vítima no RAI havia sido tomado em assalto na noite ontem 17/08/2016 na GO-070 “próximo um laranjal” entre a Cidade de Itaberaí e a Cidade de Goiás, porém não obtivemos êxito.
Outrossim; Por volta das 12h33Minutos as guarnições realizaram nova averiguação repassada desta vez pelo operador do Copom da Cidade de Goiás Soldado Weudiney, obtendo assim desta vez sucesso na localização do veículo nas proximidades do Posto Caxambu as margens da GO-164 sentido a Cidade de Faina, onde encontramos o caminhão (cavalo) sem a carreta (carga), assim preservamos o local com apoio da guarnição da Cidade Faina Sgt Dias e Cb Camargo e comunicamos o CPU do 6° BPM (Sargento Orlei), que comunicou o delegado da Cidade de Goiás para requisitar a perícia. Após periciado o veículo e suposta vítima foram apresentados ao Dr. Diogo Barreira Delegado de polícia da Cidade de Goiás que realizou os procedimentos de praxes.

Por Gessy Chaves
Jornalista
MT/GO 3273
Inf. Sgto Cunha
Leia mais. | comentários

Polícia Civil prende estuprador nas proximidades da Cidade de Goiás


A Delegacia de Polícia Civil da Cidade de Goiás sob o comando do Delegado Dr. Diogo Barreira esteve numa diligência nas proximidades da zona urbana da cidade, em busca de um cidadão, que contra ele pesava um mandado de prisão preventiva da comarca da cidade de Goianira.

Segundo o Delegado Dr. Diogo Barreira o crime desse moço foi a prática de estupro de vulnerável, agressão e maus tratos contra as duas próprias filhas menores, ato praticado quando ele ainda morava com a família na cidade de Goianira.

Os agentes encontrou o mesmo, Roberto Carlos Evangelista de Souza trabalhando na fazenda nossa senhora aparecida, margem da rodovia GO-164 saída para Faina - GO. O acusado estava foragido e se escondia naquela propriedade. Ainda de acordo com o Delegado o criminoso ficará preso na Agência Prisional da Cidade de Goiás até que o juiz determine sua volta para Goianira onde cumprirá a sua pena.

Por Gessy Chaves
Jornalista
MT/3243

Leia mais. | comentários

Menina Poliana (14anos) da Cidade de Goiás continua desaparecida


A adolescente Poliana Jsutina de 14 anos ainda continua desaparecida já a 4 dias. A menina sumiu desde o dia 15 depois que saiu para ir para a escola em que estuda, o Colégio Lyceu de Goiás. O tio da menina esteve hoje na Rádio Fogaréu FM fazendo um apelo em nome da mãe, para que se ela estivesse ouvindo, que voltasse pra casa seja em que condição estivesse, que ela receberia todo o apoio da família.

Todos temem que ela tenha sofrido algum tipo de aliciamento, já que testemunhas contam que viram quando a garota subiu na moto e foi embora calmamente com o motociclista. Quando ela desapareceu ela vestia uma calça azul e carregava uma mochila rosa. 

Imagens gravadas pelas câmeras de um estabelecimento comercial mostram que quem dirigia a moto era um homem, aparentando ter cerca de 30 anos. Ao ver as cenas um tio reconheceu que se tratava mesmo da adolescente, que não tinha namorado. Não há pistas de quem seja o condutor da motocicleta e pelo vídeo não foi possível identificar a placa.

Os familiares da jovem contam que ela tinha uma deficiência e idade mental desde de 10 anos. Eles espalharam cartazes por toda a cidade em busca de informações, mas nenhum elemento capaz de ajudar a descobrir o seu paradeiro surgiu desde então. 

Por Gessy Chaves
Jornalista
MT/GO - 3243




O que torna tudo mais estranho é que os parentes receberam uma mensagem de texto via celular da adolescente um dia depois do desaparecimento da vítima. Nela Poliana teria escrito que estava bem e se encontrava no Mato Grosso. O texto, emitido de um aparelho com o mesmo número de Poliana, ainda pedia para que os parentes retirassem a comunicação de desaparecimento junto às autoridadespoliciais. Pedia também para que a família parasse de tentar encontrá-la.

Para os parentes e amigos, não foi Poliana quem realmente digitou a mensagem. Eles não identificam as frases e palavras como sendo comuns à maneira que ela costumava se comunicar. A mãe e o tio temem que ela esteja correndo riscos e apelam para que quem souber de qualquer detalhe entre em contato o mais rápido possível com a #Polícia Civil, que está investigando o caso.
Leia mais. | comentários

Homem perde o controle da moto e morre atropelado em Itaberaí


Um acidente na cidade de Itaberaí envolvendo um carro, uma moto e um caminhão betoneira, aconteceu na tarde desta quarta-feira na Avenida Goiás, deixando uma vítima fatal, que embora trabalhava em Itaberaí, era da Cidade de Goiás.

Ao finalizar a ultrapassagem do caminhão o piloto da moto foi surpreendido pelo condutor do carro que abriu a porta, o mesmo bateu na porta do carro perdeu o controle e acabou caindo debaixo do caminhão, sendo atropelado pelo caminhão, e veio a óbito  no local.

A vítima se chamava Marco Antônio, tinha o apelido de (Cherim), era irmão do Policial Militar Sgto. Jânio Rodrigues.

Até as 18:30 o IML da Cidade de Goiás ainda não havia chegado ao local para remoção do corpo. O que impedia a liberação completa da pista pela polícia. A informação também que ele prestava serviço de entrega para uma drogaria aqui da cidade e que também era agente de saúde.

Por Gessy Chaves
Jornalista
MT/GO - 3243

Leia mais. | comentários

Mulher mata a filha e esconde corpo por cinco anos em apartamento em Goiânia

emaisgoias

Cinco anos e quatro meses foi o tempo que uma professora particular de matemática conseguiu esconder dentro de um apartamento na Rua T-38, no Setor Bueno, em Goiânia, o corpo de uma filha que ela mesma matou. Ao confessar o crime, Márcia Zaccareli alegou ter tirado a vida da recém-nascida por ter engravidado durante um relacionamento extraconjugal.

O corpo só foi descoberto na manhã de ontem (9) porque o ex-marido de Márcia, que é servidor aposentado do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), ajudava a reformar o apartamento em que o casal morava para vendê-lo. "Ao estranhar o peso de uma caixa de papelão que estava debaixo de vários brinquedos no escaninho do apartamento, ele resolveu abri-la e, quando furou o saco, se assustou com o mau cheiro, ocasião em que acionou a polícia", relatou a delegada Ana Cláudia Stoffel, adjunta da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH).

Levada para a delegacia, Márcia contou que escondeu a gravidez de familiares e amigos e que deu à luz por meio de uma cesária em um hospital particular de Goiânia no dia 15 de março de 2011, fato que já foi confirmado pela delegada. Após o parto, ainda de acordo com a professora, ela levou a filha para o apartamento e a matou asfixiada.

Em seguida, Márcia disse que embalou o corpo em vários sacos plásticos, enrolou em cartolina e colocou dentro de caixas de papelão. "Ela nos disse que escondeu a filha na caixa durante cinco dias no armário do quarto, mas depois a levou para o escaninho, onde ficou até ontem", explicou a delegada.

O crime, ainda conforme teria relatado a professora à polícia, foi cometido porque o então marido dela era operado e não podia ter filhos. "A investigação está no início, já sabemos que os dois tinham uma relação conturbada. A princípio, a história relatada por ela convence, mas de qualquer forma vamos apurar se mais alguém participou ou sabia desse crime", concluiu Ana Cláudia.

Inicialmente, Marcia Zaccareli foi autuada em flagrante por ocultação de cadáver, mas será indiciada também por homicídio. Ao ser apresentada à imprensa com uma toalha tampando o rosto, segundo a delegada para não expor outra filha dela que tem 12 anos, a professora não respondeu as perguntas formuladas pelos repórteres.

Por Gessy Chaves
Jornalista
MT/GO3243
Leia mais. | comentários

PM prende homem suspeito de matar gêmeos em São Miguel do Araguaia


A Polícia Militar informou nesta quarta-feira (10) que prendeu o vaqueiro Antônio Ribeiro Barros, suspeito de assassinar cruelmente dois bebês de 11 meses e tentar matar a facadas a mãe deles, Taís Araújo de Oliveira, de 23 anos, na madrugada desta segunda-feira (8/8).

Ântonio estava foragido desde o dia do crime e foi encontrado em um buraco em uma fazendo em São Miguel do Araguaia. No momento da foto, ele está sendo encaminhado para a delegacia da cidade de São Miguel do Arguaia.

Por Gessy Chaves
Jornalista
MT/GO 3243
Fonte: emaisgoias
Leia mais. | comentários
 
© Copyright Jornal Classifique 2011 - Todos os Direitos Reservados | Powered by Grupo GBC.
Template Design iNOVA Criaçoes | Desenvolvido para Jornal Classifique e Novagraf